Marina faz aceno a Haddad após ser cotada para vice em São Paulo

O gesto foi interpretado como sinal de aproximação entre ambos, apontando para a possibilidade de ela aceitar o convite para integrar a chapa do petista na disputa pelo governo de São Paulo
Marina Silva: partido da ex-senadora considera importante elegê-la para o Congresso Nacional, possivelmente para a Câmara, para puxar votos (Agência Pública/Agência Pública)
Marina Silva: partido da ex-senadora considera importante elegê-la para o Congresso Nacional, possivelmente para a Câmara, para puxar votos (Agência Pública/Agência Pública)
E
Estadão Conteúdo

Publicado em 07/06/2022 às 11:32.

Última atualização em 07/06/2022 às 11:34.

A ex-senadora Marina Silva (Rede) repercutiu positivamente as declarações de Fernando Haddad (PT) para o programa Roda Viva, da TV Cultura, nesta segunda-feira, 6. O gesto foi interpretado como sinal de aproximação entre ambos, apontando para a possibilidade de ela aceitar o convite para integrar a chapa do petista na disputa pelo governo de São Paulo.

Fique por dentro das principais notícias do Brasil e do mundo. Assine a EXAME

Marina deu a entender que as propostas do ex-prefeito para o Estado são as suas. Ela compartilhou uma citação da entrevista e escreveu que a sugestão do petista é "prioridade", em letras maiúsculas. Em seguida, complementou uma declaração do pré-candidato, concordando com ele.

Como mostrou o Estadão, Haddad quer Marina como vice no governo paulista para atrair o eleitorado moderado e antipetista. Entretanto, apesar da afinidade entre eles, a ideia enfrenta alguns entraves. Na coligação do PT com PSOL e Rede, é provável que os psolistas reivindiquem uma posição majoritária na chapa e exija ocupar o posto de vice.

Além disso, o partido da ex-senadora considera importante elegê-la para o Congresso Nacional, possivelmente para a Câmara, para puxar votos. Soma-se a isso o ressentimento de Marina em relação ao PT após as eleições de 2014, quando a então candidata à Presidência sofreu uma campanha de difamação por parte da legenda de Dilma Rousseff.

LEIA TAMBÉM: 

Haddad diz que espera 'subir no palanque' com Alckmin em São Paulo