Brasil

Dilma visita obras do projeto de integração do São Francisco

Ao longo do dia, a presidente também vai vistoriar as obras do São Francisco no Ceará e em Pernambuco, além da Paraíba


	Construção de uma estação de drenagem em canal de transposição do rio São Francisco: “obras são cruciais para garantir o convívio com a seca, não o combate, o convívio", disse Dilma
 (Ueslei Marcelino/Reuters)

Construção de uma estação de drenagem em canal de transposição do rio São Francisco: “obras são cruciais para garantir o convívio com a seca, não o combate, o convívio", disse Dilma (Ueslei Marcelino/Reuters)

DR

Da Redação

Publicado em 13 de maio de 2014 às 14h03.

Brasília - Ao vistoriar obra que faz parte do projeto de integração do Rio São Francisco, na cidade de São José de Piranhas, na Paraíba, a presidente Dilma Rousseff disse que o conjunto de obras na região é fundamental para evitar que a população sofra com a falta de água.

Ao longo do dia, a presidente também vai vistoriar as obras do São Francisco no Ceará e em Pernambuco, além da Paraíba.

“Essas obras são cruciais para garantir o convívio com a seca, não o combate, o convívio. Foram feitas obras de grande envergadura. Além do chamado projeto de integração do São Francisco, temos mais um conjunto de obras que são feitas aqui, como o canal das vertentes litorâneas”, disse a jornalistas após vistoriar o Túnel Cuncas 2.

A presidente destacou a importância do planejamento conjunto entre governos e do investimento para impedir situações de escassez de água em regiões do Nordeste. “O governo federal, junto com os governadores, prefeitos e lideranças dessa região, planejamos e estamos investindo para garantir que não seja uma surpresa para nós a falta de água. Porque você pode planejar e impedir”, disse.

“O Rio São Francisco vai garantir uma diferença de qualidade, principalmente quando estamos vendo, hoje, uma situação muito difícil sendo passada no estado mais rico da federação, que é São Paulo: a falta de água no reservatório da Cantareira”, completou.

De acordo com o Ministério da Integração Nacional, o projeto de integração do Rio São Francisco busca garantir a segurança hídrica para mais de 390 municípios no Nordeste Setentrional, onde a estiagem acontece frequentemente.

Após a visita a São José de Piranhas, a presidente Dilma Rousseff segue para Jati, no Ceará, onde visita a Barragem de Jati que também faz parte do projeto de integração do Rio São Francisco e se reúne com representantes de empresas construtoras do projeto. Pela tarde, a presidente estará em Cabrobó, em Pernambuco, onde visita obras da Estação de Bombeamento, também do projeto de integração do Rio São Francisco.

Acompanhe tudo sobre:ÁguaDilma RousseffObras públicasParaíbaPersonalidadesPolítica no BrasilPolíticosPolíticos brasileirosPT – Partido dos Trabalhadores

Mais de Brasil

Novo oficializa candidatura de Marina Helena à prefeitura de SP com coronel da PM como vice

Estudo da Nasa aponta que Brasil pode ficar 'inabitável' em 50 anos; entenda

Temperatura acima de 30°C para 13 capitais e alerta de chuva para 4 estados; veja previsão

Discreta, Lu Alckmin descarta ser vice de Tabata: 'Nunca serei candidata'

Mais na Exame