A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Delegacia de Homicídios vai apurar morte do miliciano Ecko

"A Delegacia de Homicídios da Capital (DHC) vai investigar a ação dos policiais, que resultou na morte do miliciano 'Ecko'; tanto no interior da residência, como durante o socorro no interior da van", informou a Polícia Civil

A Delegacia de Homicídios da Polícia Civil do Rio vai investigar as circunstâncias da morte do miliciano Wellington da Silva Braga, o Ecko, na manhã de sábado, 12. Localizado numa casa em Paciência, zona oeste da cidade, o miliciano mais procurado do Estado levou um tiro quando ainda estava dentro da casa e outro já na van da polícia.

Segundo os agentes, ele teria tentado desarmar uma policial e levado o tiro derradeiro para evitar que os ferisse e fugisse. A versão foi amplamente questionada nas redes sociais, com pessoas alegando uma suposta "queima de arquivo" - já que as milícias são grupos que contam com a participação de policiais.

"A Delegacia de Homicídios da Capital (DHC) vai investigar a ação dos policiais, que resultou na morte do miliciano 'Ecko'; tanto no interior da residência, como durante o socorro no interior da van", informou a Polícia Civil. "A perícia foi realizada em ambos os locais. A investigação será devidamente acompanhada pelo Ministério Público (MP), órgão responsável pelo controle externo das polícias."

Ex-pedreiro, o criminoso comandava a maior milícia do Rio, conhecida nos últimos anos como Bonde do Ecko. Ela é a continuação da antiga Liga da Justiça, fundada pelos irmãos Jerominho e Natalino Guimarães na zona oeste da cidade. Hoje, o grupo está presente em municípios da região metropolitana e expandiu suas áreas e formas de atuação.

Assine a EXAME e acesse as notícias mais importante em tempo real.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também