Estamos de cara nova! E continuamos com o conteúdo de qualidade.
Nova Exame

Campanha de Lula em 2002 foi paga por imposto sindical

A afirmação foi feita pelo ex-gerente de Responsabilidade Social da Petrobras, Armando Tripodi. Por lei, essa prática é ilegal.

São Paulo – Em depoimento ao site Memória Petrobras em 2003, o ex-gerente de Responsabilidade Social da estatal, Armando Tripodi, afirmou que o Sindicato dos Químicos e Petroleiros da Bahia usaram seu imposto sindical para bancar a campanha eleitoral de Lula à Presidência em 2002. 

“Pela minha experiência toda, eu me agreguei à coordenação da campanha. Montamos um comitê no sindicato. Aprovamos na assembleia uma contribuição. A categoria aprovou todo imposto sindical da categoria ser destinado à campanha de Lula”, diz a declaração de Tripodi ao portal institucional da Petrobras.

“Com isso a gente obteve um recurso fantástico, montamos uma lojinha, fizemos todo um trabalho de mandar matéria para o interior, alugamos carro”, completa. 

Conforme previsto pela legislação eleitoral, os sindicatos e as entidades de classe são proibidos de fazer doações diretas ou indiretas. 

De acordo com um levantamento feito pelo jornal Folha de S. Paulo, a prestação de contas da campanha de Luiz Inácio Lula da Silva em 2002 não registra nenhum repasse do sindicato. 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também