Brasil

Câmara vai instaurar processo contra Zambelli por ofensas a Hasselmann

PSL acusa a deputada de ter ofendido Joice Hasselmann nas redes sociais após ela deixar o cargo de líder do governo

Carla Zambelli: o processo contra Zambelli é movido pelo próprio PSL (Michel Jesus/Agência Câmara)

Carla Zambelli: o processo contra Zambelli é movido pelo próprio PSL (Michel Jesus/Agência Câmara)

CC

Clara Cerioni

Publicado em 3 de dezembro de 2019 às 08h00.

Última atualização em 3 de dezembro de 2019 às 09h00.

Brasília — O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara dos Deputados se reúne nesta terça-feira (03) para instaurar processos contra os deputados do PSL Filipe Barros (PR) e Carla Zambelli (SP).

O processo contra Zambelli é movido pelo próprio PSL. O partido acusa a deputada de ter ofendido Joice Hasselmann (PSL-SP) nas redes sociais após ela deixar o cargo de líder do governo.

"[As publicações] ultrapassam todos os limites aceitáveis do bom embate para a pura incitação à violência moral e ética", afirma o PSL no processo em que pede a cassação do mandato de Zambelli por quebra de decoro.

Já o processo contra Filipe Barros foi apresentado pelo PT. O partido afirma que, durante uma reunião da CPMI das Fake News, Barros quebrou o decoro ao fazer uma associação "improcedente e caluniosa" do PT com uma organização criminosa; além de ter ofendido o líder petista no Senado, Humberto Costa (PE).

Após instalar os processos, o Conselho de Ética vai sortear a lista tríplice para escolha dos relatores dos casos.

A reunião do conselho está marcada para as 14h30, em plenário a definir.

Acompanhe tudo sobre:Fake newsJoice HasselmannPSL – Partido Social Liberal

Mais de Brasil

Enchentes causam mais de R$ 10 bilhões em prejuízos ao Rio Grande do Sul, mostra relatório

SP deve ficar ao menos 6ºC mais quente até 2050, com eventos extremos do clima no estado

Greve INSS: Justiça determina que ao menos 15% das equipes sigam trabalhando nas agências

Mais na Exame