Brasil tem segunda ponte aérea mais cheia do mundo

Rio de Janeiro-São Paulo é a ponte aérea mais popular das Américas. 11 dos 15 primeiros lugares são ocupados por países asiáticos
Aviões no Aeroporto Internacional Antonio Carlos Jobim, no Rio de Janeiro. Ponte aérea com São Paulo é a segunda mais popular do mundo (Felipe Varanda/VEJA Rio)
Aviões no Aeroporto Internacional Antonio Carlos Jobim, no Rio de Janeiro. Ponte aérea com São Paulo é a segunda mais popular do mundo (Felipe Varanda/VEJA Rio)
M
Marco PratesPublicado em 14/05/2012 às 17:56.

São Paulo - O Brasil tem a ponte aérea mais popular das Américas e a segunda mais cheia do mundo. Quem viaja entre Rio de Janeiro e São Paulo, em qualquer trecho, se junta a um universo de 7,7 milhões de pessoas, segundo dados de 2011. A pesquisa é do grupo Amadeus, que concentra a venda de passagens aéreas e hotéis para milhares de agências de viagem do mundo.

Das 15 pontes aéreas mais ocupadas do planeta, 11 são asiáticas, incluindo o primeiro lugar, entre as cidades de Jeju e Seul, na Coréia do Sul, que domina o ranking com 9,9 milhões passageiros no ano passado. Jeju é uma popular cidade turística da Coréia.

As rotas que concentram mais passageiros do mundo são todas domésticas. A dominância da Ásia pode ser mostrada comparando o continente mais populoso do mundo aos países europeus e americanos, que nem figuram na listagem. A ponte-aérea mais cheia dos Estados Unidos, Nova Iorque-Fort Lauderdale, foi feita por apenas 3,1 milhões de pessoas, menos da metade das viagens realizadas entre Pequim e Shangai, a sétima colocada do ranking.

Tóquio, cidade com mais de 13 milhões de habitantes, aparece logo atrás da ponte Rio-São Paulo, com 7,5 milhões de passageiros se transportando entre a capital japonesa e Osaka. Embora o Brasil esteja na frente, a grande metrópole do Japão rebate e aparece em mais quatro posições do ranking, que não tem mais nenhuma cidade brasileira e conta, entre os não asiáticos, apenas com participação da África do Sul e dois trechos na Austrália.