Bolsonaro sem vice? Mourão avalia filiação para concorrer ao Senado

Vice-presidente tem até 2 de abril para se filiar e para transferir seu título eleitoral de Brasília para o Rio Grande do Sul
Mourão diz que avalia filiação ao PP ou Republicanos (Adriano Machado/Reuters)
Mourão diz que avalia filiação ao PP ou Republicanos (Adriano Machado/Reuters)
Por Agência O GloboPublicado em 14/02/2022 11:25 | Última atualização em 14/02/2022 11:30Tempo de Leitura: 2 min de leitura

O vice-presidente Hamilton Mourão disse que avalia se filiar apenas a dois partidos: o PP e o Republicanos. Ele deve se lançar candidato ao Senado pelo Rio Grande do Sul, mas ainda não transferiu seu título de eleitor de Brasília para o estado. Mourão tem até o dia 2 de abril deste ano para estar filiado a um partido e ter domicílio eleitoral no Rio Grande do Sul para poder participar da disputa, que será em outubro.

Mourão deu rápida entrevista à imprensa nesta segunda. Assim como na sexta-feira, ele usava uma máscara com a bandeia gaúcha. Ele disse que vai voltar para o Sul e, questionado se está conversando com partidos, confirmou:

"Claro! A notícia chegará no momento certo."

Perguntado quais são os partidos, disse:

"Os partidos que estão na nossa base. O PP, o Republicanos."

Depois afirmou que está conversando só com esses dois e que a informação do partido escolhido sairá em breve. Indagado se já transferiu o título de eleitor para o Rio Grande do Sul, respondeu que ainda não, mas fará isso até o fim deste mês.

Com a viagem do presidente Jair Bolsonaro para a Rússia, Mourão assumirá interinamente a Presidência da República. Ele disse que terá um compromisso como presidente em exercício em São Paulo na quinta. Na sexta, quando Bolsonaro já terá retornado, vai participar da Festa da Uva em Caxias do Sul, no Rio Grande do Sul. Questionado se Bolsonaro lhe deixou alguma missão, afirmou:

"Vou falar com ele no final da tarde. Ele só viaja à tarde. Normalmente não tem nada de mais."