Bolsonaro comemora independência dos Estados Unidos com embaixador

Presidente repete o gesto do ano anterior e participa de celebração na residência do embaixador. Ida de presidentes ao evento era incomum antes de Bolsonaro
O presidente Jair Bolsonaro durante protesto em Brasília: ida de presidente brasileiro à comemoração do feriado americano era incomum (Ueslei Marcelino/Reuters)
O presidente Jair Bolsonaro durante protesto em Brasília: ida de presidente brasileiro à comemoração do feriado americano era incomum (Ueslei Marcelino/Reuters)
E
Estadão ConteúdoPublicado em 04/07/2020 às 17:46.

O presidente Jair Bolsonaro repetiu o gesto feito no ano anterior e participa, neste sábado, 4, de uma comemoração pelo aniversário da independência dos Estados Unidos.

Bolsonaro foi recebido pelo embaixador americano no Brasil, Todd Chapman, na residência do diplomata, no Lago Sul, em Brasília. O chefe do Planalto estava acompanhado de outros ministros palacianos.

O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, alvo de pressão no Palácio do Planalto para sua substituição, conforme o Estadão/Broadcast Político revelou, também confirmou presença no almoço.

No ano passado, Bolsonaro participou de um coquetel na sede da embaixada dos EUA para comemorar o aniversário da independência americana. Desta vez, porém, em meio à pandemia de covid-19, o evento é mais restrito.

A ida de presidente brasileiro à comemoração do feriado americano era incomum até Bolsonaro assumir o Executivo. Em 2019 ele chegou a se comparar com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, no evento, e convidou o norte-americano para uma visita ao Brasil, o que não ocorreu desde então.

O almoço deverá durar uma hora, com discursos do embaixador e do presidente. O compromisso ocorre após Bolsonaro ter sobrevoado, pela manhã, cidades atingidas pelo ciclone bomba em Santa Catarina.