Belo Horizonte entra em novo lockdown nesta segunda-feira

Com 85% das UTIs ocupadas, capital mineira volta ao bloqueio total. No estado de São Paulo, quatro regiões também enfrentam a mais rígida classificação

A cidade de Belo Horizonte entra novamente em regime de lockdown nesta segunda-feira, 11. Na semana passada, o prefeito Alexandre Kalil anunciou o bloqueio em redes sociais e disse que a capital mineira havia chegado ao "limite da covid-19”. Em junho, Belo Horizonte também suspendeu as atividades de boa parte do comércio.

De acordo com Kalil, os únicos locais não essenciais ainda em funcionamento serão as praças públicas e o zoológico, que terá visitas agendadas. “Me desculpem, mas governar não é agradar. Tivemos uma longa reunião hoje (quarta, 6), fui orientado. Com exceção das praças públicas e do zoológico agendado, [a cidade] estará com serviços essenciais abertos e todo o resto fechado”, finalizou Kalil, em vídeo. Não há data para retorno das atividades não essenciais.

A medida severa tem o objetivo de conter o rápido avanço da doença na cidade. De acordo com o o boletim epidemiológico divulgado pela secretaria municipal de Saúde na quinta-feira, 7 de janeiro, Belo Horizonte contabilizava 66.916 casos confirmados da doença - dos quais 3.890 permaneciam em acompanhamento - e 1.923 mortes.

A ocupação de leitos em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) destinados a pacientes com a doença chegou a 85%, enquanto a ocupação de leitos de enfermaria estava na casa dos 62%.

Fase vermelha

O estado de São Paulo colocou 13 regiões na fase 3 amarela, e outras quatro regiões na fase 2 laranja. A escala vai de 1 vermelha - a mais restrita - até a 5 azul. A quarentena entra em vigor na segunda-feira, 11, e tem validade até dia 5 de fevereiro.

Isso significa que 90% da população do estado está na fase 3 amarela da quarentena, e 10% ficaram na fase 2 laranja. Na fase 3 amarela, o comércio pode abrir com 40% da capacidade, com algumas especificações de horário, sendo mais restrito no período noturno.

Ficaram na fase 2 laranja - a mais retritiva - as regiões de Presidente Prudente, Marília, Sorocaba e Registro, estas três últimas ficaram com atividades mais restritas em relação à última classificação.

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.