PF na investigação do IBGE não é ofensiva, diz Belchior

Um delegado da Polícia Federal está trabalhando na comissão que investiga o erro na PNAD de 2013

São Paulo - A Ministra do Planejamento, Miriam Belchior, discordou que a participação de um delegado da Polícia Federal na comissão que investiga o erro na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) de 2013, divulgada na semana passada, seja ofensiva ao Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

"O IBGE não reclamou oficialmente. Foram alguns funcionários. Então, está bom", afirmou Miriam na saída do evento de inauguração de um projeto de mobilidade urbana em Niterói, na região metropolitana do Rio de Janeiro.

Ela ressaltou também que todas as comissões de sindicância têm a mesma composição. "Tem que esperar a sindicância trabalhar e dar os seus resultados."

Na Casa Civil, onde está instaurada a comissão de investigação, a informação é de que o Ministério da Justiça sempre indica um representante para esse tipo de sindicância. Desta vez, a opção foi por um delegado da Polícia Federal, Ricardo Hiroshi Ishida.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.