Brasil

Após silêncio na PF, Bolsonaro e Michelle participam de evento do PL, mas ignoram tema das joias

Encontro voltado às mulheres do partido ocorreu em Brasília

Bolsonaro e Michelle: ex-presidente foi tratado como a estrela do evento, denominado "Encontro Distrital do PL Mulher", sendo o último a discursar (Carolina Antunes/PR/Divulgação)

Bolsonaro e Michelle: ex-presidente foi tratado como a estrela do evento, denominado "Encontro Distrital do PL Mulher", sendo o último a discursar (Carolina Antunes/PR/Divulgação)

Agência o Globo
Agência o Globo

Agência de notícias

Publicado em 2 de setembro de 2023 às 18h51.

Dois dias após optarem por ficar em silêncio diante da Polícia Federal (PF), o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) e a ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro discursaram em um evento voltado para mulheres do partido neste sábado, em Brasília, mas ignoraram o tema das jóias e não fizeram menção à investigação em curso.

Bolsonaro foi tratado como a estrela do evento, denominado "Encontro Distrital do PL Mulher", sendo o último a discursar. Em sua breve fala, de cinco minutos, ele disse que, pela primeira vez, “temos movimento no Brasil para de fato inserir a mulher na política brasileira e assim fazer com que ela realmente dê um norte verdadeiro para este grande país”.

"Vocês têm um sentimento muito mais aguçado que o nosso. Nós homens por vezes somos muito imediatistas. Vocês são mais perseverantes e pensam bem mais a longo prazo. Nós precisamos de vocês, nós precisamos desse carinho, dessa concentração, dessa vontade de mudar o nosso Brasil", disse.

Bolsonaro defende sua gestão

O ex-presidente aproveitou o evento para defender o legado dos seus quatro anos de governo e falou das qualidades que ele enxerga no povo brasileiro.

"Somos um país abençoado. Ninguém tem o que nós temos. E em especial um povo bastante acolhedor. Um povo pacífico e ordeiro, e o futuro da nossa pátria passa por decisões políticas. Acredito que, ao longo dos últimos quatro anos, juntos nós, mas que sementes, plantamos ideias e ideais para o nosso país. Se o mundo está preocupado conosco, é porque nós temos coisas boas no nosso país", afirmou.

Ao final de seu discurso, Bolsonaro voltou a afirmar que as eleições do ano passado são uma “página virada”. "Dei tudo de mim nesses quatro anos. Consideramos o ano passado uma página virada. E vamos em frente, porque o nosso Brasil, mais que pressa, ele tem a necessidade de mudar", finalizou.

Na semana passada, em outro evento do PL Mulher, Michelle ironizou as suspeitas de desvio de joias e afirmou que iria lançar o "Mijoias", para fazer "uma limonada docinha desse limão".

Entretanto, as ironias da ex-primeira-dama sobre a investigação são descritas como "erro" e "falta de noção" por aliados políticos, segundo a colunista Bela Megale. A avaliação do PL e de parte dos advogados é que Michelle deveria se distanciar da crise das joias e evitar o tema.

Na quinta-feira, durante depoimento à PF, Bolsonaro e Michelle optaram por ficar em silêncio. Em ofício enviado ao Supremo Tribunal Federal (STF), os advogados do casal afirmaram que eles só "prestarão depoimento" ou "fornecerão declarações adicionais" quando o caso do suposto desvio das joias sair do STF e for remetido à primeira instância.

Acompanhe tudo sobre:Michelle BolsonaroJair Bolsonaro

Mais de Brasil

Governo cria sistema de emissão de carteira nacional da pessoa com TEA

Governo de SP usará drones para estimar número de morte de peixes após contaminação de rios

8/1: Dobra número de investigados por atos golpistas que pediram refúgio na Argentina, estima PF

PEC que anistia partidos só deve ser votada em agosto no Senado

Mais na Exame