Anvisa proíbe quatro marcas de suplementos vitamínicos

Os quatro produtos apresentaram irregularidades em testes da agência reguladora

	Os produtos suspendidos foram o Suplemento de Creatinina para Atletas Insane, o Suplemento Vitamínico e Mineral Anabol Pack, o Suplemento Vitamínico Mineral Akg Fury e o pó para o Preparo de Composto Líquido Redway 3D
 (stock.XCHNG)
Os produtos suspendidos foram o Suplemento de Creatinina para Atletas Insane, o Suplemento Vitamínico e Mineral Anabol Pack, o Suplemento Vitamínico Mineral Akg Fury e o pó para o Preparo de Composto Líquido Redway 3D (stock.XCHNG)
P
Paula LaboissièrePublicado em 17/04/2015 às 18:18.

Brasília - A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu a fabricação e a venda de quatro marcas de suplementos vitamínicos. A decisão foi publicada hoje (17) no Diário Oficial da União.

No caso do Suplemento de Creatinina para Atletas Insane, fabricado por Neonutri Suplementos Nutricionais Ltda., o produto apresenta em sua composição zinco arginina quelato e magnésio arginina quelato, substâncias cuja segurança não está comprovadas perante a Anvisa.

A Neonutri Suplementos Nutricionais Ltda. informou que foi notificada pela Anvisa sobre compostos de minerais quelato em dezembro do ano passado e que, desde então, iniciou as ações para regularizar o produto.

“Modificamos, conforme requisitado, a formulação do produto por mineral autorizado e informamos à Anvisa desta providência, com apresentação de documentação pertinente e formulação regularizada, com apresentação da rotulagem destacando a nova fórmula, conforme protocolo junto à Anvisa”, destacou comunicado da empresa.

Já o Suplemento Vitamínico e Mineral Anabol Pack, fabricado por Midway International Labs Ltda., apresenta em sua composição bisglicinato de cromo, substância cuja segurança também não está comprovada perante a agência.

Outra proibição trata do Suplemento Vitamínico Mineral Akg Fury, fabricado por Midway International Labs Ltda., que presenta em sua composição zinco arginina quelato e manganês arginina quelato, substâncias cuja segurança não estão comprovadas perante a Anvisa.

O quarto produto proibido é o Pó para o Preparo de Composto Líquido Redway 3D, também fabricado por Midway International Labs Ltda., que apresenta em sua composição zinco arginina quelato, substância cuja segurança não está comprovada perante a agência.

A Midway International Labs Ltda. informou que já substituiu a substância por um mineral aprovado pela Anvisa e que, desde janeiro deste ano, apenas lotes com a nova composição estão sendo comercializados.