Alckmin se filia ao PSB nesta quarta-feira

Ex-governador pode passar a integrar a chapa presidencial de Lula
 (Fabio Vieira/Getty Images)
(Fabio Vieira/Getty Images)
Por Alessandra AzevedoPublicado em 23/03/2022 06:00 | Última atualização em 22/03/2022 21:34Tempo de Leitura: 2 min de leitura

Esta reportagem faz parte da newsletter EXAME Desperta. Assine gratuitamente e receba todas as manhãs um resumo dos assuntos que serão notícia.

O ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin se filia ao PSB nesta quarta-feira, 23, em evento em Brasília. O ex-tucano pode ser indicado para ser vice na chapa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na disputa pela Presidência da República.

Quer saber tudo sobre a corrida eleitoral? Assine a EXAME por menos de R$ 0,37/dia e fique por dentro.

A composição da chapa ainda não está fechada. Lula afirmou na terça-feira, 22, que ainda é preciso conversar sobre o assunto. “Vou ter que sentar com o Alckmin e conversar. Se Alckmin for o meu vice, penso que será um benefício para o Brasil. A gente fará um grande governo, se ganharmos as eleições”, disse, em entrevista à Rádio Som Maior, de Criciúma.

Além de Alckmin, também se filiarão ao PSB nesta quarta-feira o vice-governador do Maranhão, Carlos Brandão (PSDB), que deve concorrer ao governo do estado, e o senador Dario Berger (MDB-SC), pré-candidato ao governo de Santa Catarina.

Participarão do evento o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira; o presidente da Fundação João Mangabeira, Márcio França; os governadores Flávio Dino (MA), Paulo Câmara (PE), Renato Casagrande (ES) e João Azevedo (PB); e outras lideranças do partido.

O ato será ao ar livre, na sede da Fundação João Mangabeira, no Lago Sul de Brasília. Todo o evento será transmitido pelas páginas do Facebook, Youtube e sites oficiais do PSB e da FJM.