EXAME Agro

Apoio:

Logo TIM__313x500

Produção de sêmen bovino registra alta de 10% no 1º trimestre de 2024

Exportações de doses do material cresceram 49% no período

César H. S. Rezende
César H. S. Rezende

Repórter de agro e macroeconomia

Publicado em 14 de junho de 2024 às 11h25.

Dados reportados nessa sexta-feira, 14, pelo Centro de Estudos em Economia Aplicada, da Universidade de São Paulo (Cepea/USP), para a Associação Brasileira de Inseminação Artificial (Asbia), mostram que a produção de sêmen bovino registrou alta de 10% no primeiro trimestre de 2024 em comparação com o mesmo período do ano anterior.

As exportações de doses de sêmen bovino cresceram 49%, passando de 133.817 doses no primeiro trimestre do ano passado para 199.631 doses no mesmo intervalo deste ano – a coleta de sêmen também subiu, saindo de 4.251.208 doses para 4.718.235 doses.

Importações e vendas recuam

Por outro lado, as importações de doses de sêmen apresentaram uma queda de 9%, passando de 949.718 para 866.318 doses. Mesmo assim, considerando o total de doses importadas e coletadas no primeiro trimestre, o mercado brasileiro teve um crescimento de 6,7%.

Já as vendas diretas aos produtores rurais, destinadas à reprodução e ao melhoramento genético dos rebanhos, caíram 9%, reduzindo de 3.847.469 doses no primeiro trimestre de 2023 para 3.507.389 doses no mesmo período deste ano.

Acompanhe tudo sobre:AgronegócioExportaçõesBois

Mais de EXAME Agro

Safra 2024/25: produção de soja brasileira deve atingir 169 milhões de toneladas, estima USDA

Exportações do agro paulista crescem 8,9% no primeiro semestre e seguram balança comercial de SP

Mais na Exame