Exame logo 55 anos
Remy Sharp
Acompanhe:

Preço do trigo disparacom busca por fornecedores alternativos

Grandes importadores buscam alternativas desde que a invasão da Ucrânia pela Rússia interrompeu os embarques

Modo escuro

 (David Gray/Reuters)

(David Gray/Reuters)

B
Bloomberg

Publicado em 22 de março de 2022, 20h47.

Por James Poole e Allison Nicole Smith, da Bloomberg

O preço do trigo teve a maior alta permitida pela bolsa de Chicago, revertendo a queda da semana passada. Grandes importadores buscam alternativas desde que a invasão da Ucrânia pela Rússia interrompeu os embarques.

A Índia está em negociações finais para começar a exportar trigo para o Egito, que é o maior importador do produto, enquanto China e Turquia também negociam compras no exterior. Outros grandes compradores, incluindo Argélia, Egito, Jordânia e Marrocos, “continuarão adquirindo trigo porque precisam manter seus estoques”, escreveu Tobin Gorey, estrategista de agricultura do Commonwealth Bank of Australia, em relatório.

Fique por dentro das principais notícias do Brasil e do mundo. Assine a EXAME

A colheita de trigo de inverno na Ucrânia está prevista para julho, mas é impossível sairá dos campos. As perspectivas de produção para as safras de milho e girassol, que serão plantadas em breve, são ruins, com a guerra cortando as ligações de transporte, logística e suprimentos de sementes e fertilizantes. Os portos estão parados.

A temporada de plantio da primavera se aproxima e a oferta de grãos paralisada por causa da guerra na Ucrânia deve aumentar a demanda por grãos dos EUA, prevê Karl Setzer, analista da AgriVisor LLC. Além disso, a seca persistente em regiões de cultivo importantes nos EUA também coloca em dúvida o tamanho da produção, causando alta generalizada dos preços, disse.

Os contratos futuros de trigo chegaram a subir 8%, para US$ 11,4875 por bushel, o máximo nível permitido pela bolsa. na semana passada, esses contratos recuaram quase 4%. Os contratos futuros de milho subiram até 2,9%, e a soja foi avançou 2,2%.

O Canadá pode ajudar a aliviar o aperto da oferta. A projeção oficial é que a produção do maior exportador global de trigo se recupere após a quebra de safra causada pelo clima seco e quente do ano passado. Além disso, alguns carregamentos de grãos da Rússia também estão sendo escoados pelo Mar Negro.

Últimas Notícias

ver mais
Missão europeia visita Mato Grosso do Sul após lei anti-desmate
EXAME Agro

Missão europeia visita Mato Grosso do Sul após lei anti-desmate

Há um dia
Ministério da Agricultura instala centro de operações de emergência para gripe aviária
EXAME Agro

Ministério da Agricultura instala centro de operações de emergência para gripe aviária

Há 2 dias
Julgamento de contribuição rural sobre exportação vai ao plenário físico do STF
EXAME Agro

Julgamento de contribuição rural sobre exportação vai ao plenário físico do STF

Há 2 dias
Fusão da Bunge com Viterra pode criar gigante agro de US$ 25 bi
EXAME Agro

Fusão da Bunge com Viterra pode criar gigante agro de US$ 25 bi

Há 2 dias
icon

Branded contents

ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

leia mais