Examinando: como serão as viagens após a pandemia do coronavírus?

A realidade das viagens como conhecíamos mudou e o setor do turismo foi um dos mais afetados pela quarentena por causa da covid-19 no Brasil e no mundo

Viajar para o Caribe por mil reais e para a Grécia por apenas quatro mil. Muito bom pra ser verdade?

Em momentos normais, essas possibilidades parecem impossíveis, mas com os efeitos da pandemia do novo coronavírus no setor do turismo, promoções assim são cada vez mais comuns na internet.

Mas com os preços chamativos surgem diversas dúvidas: é seguro comprar? Vou perder meu dinheiro? Pode ser um golpe?

A verdade é que com a pandemia muita coisa está incerta. Diversos setores muito afetados pelas paralisações ainda não fazem ideia de como vão voltar a funcionar e se vão se recuperar dos prejuízos. E o turismo está nesse meio.

Cada vez que uma pessoa faz uma viagem, desencadeia um efeito dominó de consumo que direciona dólares para companhias aéreas, hotéis, restaurantes, taxistas, artesãos, guias turísticos e lojistas. Mas o novo coronavírus veio e mudou toda a realidade como a conhecíamos.

Como serão as viagens de avião daqui pra frente? Como serão os cafés da manhã e os passeios em grupo em hotéis ao redor do mundo?

No Examinando de hoje vamos analisar quais os efeitos da pandemia sobre o setor do turismo, o que as empresas têm feito para tentar amenizar os prejuízos e como as normas de distanciamento social vão influenciar nas suas próximas viagens.

Notícias sobre
Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.