Tecnologia
Acompanhe:

Twitter restringe enquetes a assinantes após voto para Musk sair

Segundo o CEO, as próximas decisões tomadas na rede social serão submetidas somente aos usuários pagantes

Aplicativo do Twitter: pagantes ganham novas vantagens na rede social (Chesnot/Getty Images)

Aplicativo do Twitter: pagantes ganham novas vantagens na rede social (Chesnot/Getty Images)

B
Bloomberg

20 de dezembro de 2022, 12h57

O Twitter restringirá as enquetes sobre suas principais políticas aos assinantes do Twitter Blue, disse Elon Musk em um de seus primeiros posts após uma votação que pediu sua renúncia.

Em resposta a um membro do Blue chamado Unfiltered Boss, Musk concordou com a sugestão de que apenas os assinantes do serviço pago deveriam ter voz nas políticas e disse: “O Twitter fará essa mudança”.

Um dia antes, o CEO bilionário prometeu submeter ao voto dos usuários todas as futuras decisões sobre políticas da plataforma social, e perguntou se ele deveria renunciar ao comando da empresa que acaba de comprar.

Mais de 10 milhões de usuários, representando 57,5% dos votos, disseram sim.

Musk havia se comprometido a cumprir o resultado da votação, mas um dia depois, ele tuitou mais de 10 vezes sem abordar diretamente o resultado. Musk respondeu a um post que sugeriu que a enquete pode ter sido manipulada por bots com uma única palavra: “interessante”.

A oferta dramática de Musk de renunciar veio logo depois que ele compareceu à final da Copa do Mundo no Catar. Ele não identificou uma alternativa de liderança e chegou a dizer que qualquer pessoa capaz de fazer o trabalho não iria querer.

Musk alertou que o Twitter sofre o risco de falência e instituiu um ambiente de trabalho duro para os trabalhadores remanescentes após uma redução drástica na equipe. Em menos de dois meses no comando, ele assustou anunciantes e criadores de conteúdo.

Depois de perder a votação inicial, Musk, que também é CEO da Tesla, retuitou material promocional da montadora e do serviço Blue for Business do Twitter. Ele também respondeu a um artigo sobre a rival Toyota.

As ações da Tesla, de longe os ativos mais valiosos de Musk, despencaram desde a aquisição do Twitter e os críticos argumentam que ele está gastando tempo demais na empresa de mídia social.

LEIA TAMBÉM: