TIM não vai cobrar ligações para o Japão

Por causa das recentes tragédias no Japão, a operadora TIM decidiu não cobrar dos clientes pelas ligações feitas ao país de domingo até o fim de março

São Paulo — Brasileiros em busca de notícias de amigos e parentes no Japão após o terremoto estão ganhando uma ajuda das operadoras de telefonia. A TIM vai permitir que seus clientes façam ligações gratuitas ao Japão. O benefício, que funciona nos celulares pós e pré-pagos, começa a valer no próximo dia 20 (domingo) e termina no dia 31 de março.

Para não ter a ligação tarifada, o usuário terá de usar o código 41, da TIM, ao fazer a chamada DDI. As ligações feitas a partir do telefone fixo com o código DDI da TIM também terão custo zero. De acordo com a TIM, as ligações para qualquer cidade japonesa serão gratuitas independentemente do tempo de conversa e do horário da ligação. Não é necessário cadastro ou contratação de planos adicionais para usufruir do benefício.

Telefônica reduz preços

A Telefônica, que viu aumentar em 10 vezes o volume de ligações para o Japão após o terremoto e o tsunami que atingiram o país, reduziu o valor cobrado pelas chamadas para o país. Agora, a operadora cobra 10 centavos por minuto da ligação de telefone fixo para fixo. Antes da tragédia, o preço era 2 reais por minuto. Já as ligações para os telefones celulares do Japão foram reduzidas para 70 centavos por minuto. 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também