Tiffany terá de pagar indenização de US$ 448,79 mi à Swatch

Uma corte de arbitragem holandesa se pronunciou a favor da Swatch, em uma decisão anunciada hoje.

O grupo suíço Swatch Group saiu vitorioso do litígio comercial com a joalheria nova-iorquina Tiffany & Co, que terá de pagar 402 milhões de francos suíços (327 milhões de euros) ao número um do mundo no setor de relógios – anunciou o grupo neste domingo.

Uma corte de arbitragem holandesa se pronunciou a favor da Swatch, em uma decisão anunciada hoje.

Os dois grupos se tornaram parceiros em 2007, até encerrarem sua colaboração no outono de 2011 (hemisfério norte), por iniciativa do Swatch Group. O grupo suíço criticava o antigo associado por obstrução sistemática nos negócios.

As duas empresas se lançaram em uma queda de braço legal, com a Swatch reivindicando 3,8 bilhões de francos suíços. Já a Tiffany pedia 541,9 milhões ao rival.

A corte de arbitragem holandesa (Netherlands Arbitration Institute) rejeitou integralmente a demanda da Tiffany, acrescenta o Swatch Group no comunicado.

A parceria tinha como objetivo criar relógios de luxo, por meio de uma empresa chamada Tiffany Watch, dirigida por Nayla Hayek, filha do fundador do Swatch Group.

Suporte a Exame, por favor desabilite seu Adblock.