Shorts: YouTube lança ferramenta para competir com TikTok; saiba mais

Nova ferramenta tem áudios do YouTube como vantagem, mas ainda tem muitas semelhanças ao TikTok e ao Reels do Instagram

O YouTube anunciou nesta quinta-feira (18) o lançamento do Shorts, recurso para produção de vídeos curtos semelhante à rede social TikTok. A versão teste já havia sido lançada na Índia e agora será liberada para usuários dos Estados Unidos.

A ferramenta é a tentativa do YouTube de ganhar espaço no mercado dominado pelo TikTok, que tem 689 milhões de usuários ativos mensais de acordo com pesquisa do Business of Apps. O Instagram, outra rede social de Mark Zuckerberg, também já tentou sua versão de criação de vídeos curtos com o Reels.

Todos os três têm recursos que permitem o usuário filmar, editar e compartilhar vídeos que não ultrapassam 1 minuto. No caso do Shorts, os vídeos têm limite de 15 segundos e podem ser feitos pelo aplicativo móvel do YouTube.

A ferramenta inclui cronômetro de contagem regressiva, controles de velocidade, filtros e a capacidade de adicionar e editar texto conforme aparece no vídeo. Todos os vídeos podem ser vistos na página inicial do YouTube e na página de inscrições, caso o usuário esteja inscrito no canal que publicou o Shorts.

A navegação é semelhante ao do TikTok, com vídeos que se repetem e podem ser passados para o próximo ao rolar para cima. Os usuários podem curtir, compartilhar e comentar nas publicações e quem publica pode usar hashtags na descrição do vídeo, técnica comum no TikTok para garantir que o algoritmo vá indicar o conteúdo para quem gosta de sua temática.

O diferencial do Shorts é que os usuários podem achar um áudio através de um vídeo do YouTube e criar um vídeo com o som facilmente, clicando num botão "criar" que ficará disponível em breve. Assim como o TikTok, ele terá uma página para áudios onde os usuários podem encontrar algum som para seu vídeo facilmente.

“É importante que estejamos construindo um ecossistema que estará conectado ao YouTube, onde você pode ir e encontrar as fontes, ou mesmo iniciar a criação conectada ao YouTube Music”, disse Todd Sherman, líder de produto da Shorts do YouTube, ao Business Insider. O lançamento inicial nos Estados Unidos terá uma biblioteca de música de mais de 250 gravadoras, como Universal Music Group, Sony Music Entertainment and Publishing, Warner Music Group e Warner Chappell Music.

Sobre a monetização, comum para criadores de conteúdo no YouTube, Sherman afirma que eles estão achando maneiras de fazer isso com o Shorts. "Sempre que surge um novo tipo de vídeo, geralmente é necessário um novo modelo de negócios. Anúncios precedentes e intermediários anexados a vídeos de 10 ou 20 minutos não se aplicam imediatamente a vídeos curtos. Acho que há um novo modelo de negócios que será desenvolvido em torno disso."

Shorts, novo recurso do YouTube Página de um áudio específico no Shorts, semelhante ao estilo do TikTok

Página de um áudio específico no Shorts, semelhante ao estilo do TikTok (YouTube/Reprodução)

Shorts, novo recurso do YouTube O formato para ver os vídeos no Shorts é semelhante ao estilo do TikTok

O formato para ver os vídeos no Shorts é semelhante ao estilo do TikTok (YouTube/Reprodução)

Shorts, novo recurso do YouTube Ferramenta para edição de vídeos

Ferramenta para edição de vídeos (YouTube/Reprodução)

Shorts, novo recurso do YouTube Visualização do feed do YouTube com o Shorts

Visualização do feed do YouTube com o Shorts (YouTube/Reprodução)

 

 

 

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.