RIM vai oferecer serviços para smartphones de concorrentes

A RIM, que já ocupou a liderança no segmento corporativo, teve poucas opções a não ser oferecer o gerenciamento de comunicações enviadas por aparelhos da concorrência

Flórida - A decisão da Research In Motion de abrir seus servidores corporativos altamente seguros para smartphones da Apple e aqueles com sistema operacional Android, concessão que já foi impensável, pode salvar a fabricante do BlackBerry.

A RIM, que já ocupou a liderança no segmento corporativo, teve poucas opções a não ser oferecer o gerenciamento de comunicações enviadas por aparelhos da concorrência. A maior questão, contudo, é quanto ela poderá cobrar pelo serviço.

A decisão da RIM, anunciada esta semana durante o evento BlackBerry World 2011, na Flórida, visa impedir seus grandes clientes corporativos de olhar para outras empresas gerenciadoras de comunicações móveis.

A decisão também protegeria as margens da RIM no setor de gerenciamento de aparelhos que, anteriormente, vinha apenas de aparelhos BlackBerry acessando e-mails corporativos, bases de dados e outras aplicações internas.

Mesmo assim, o analista Pierre Ferragu, da Sanford Bernstein, questiona quanto a RIM pode cobrar pelo gerenciamento de um iPhone, por exemplo, que limitaria integração com a infraestrutura da RIM.

O setor de gerenciamento de aparelhos valia 150 milhões de dólares no ano passado e pode crescer até 20 por cento nos próximos três anos, segundo a empresa de pesquisas Gartner.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também