Tecnologia

Review: Samsung Galaxy A5 é a versão light do S7

Smartphone tem recursos sofisticados e custa menos do que o topo de linha da marca; veja se vale a pena comprá-lo

 (INFOlab/Site Exame)

(INFOlab/Site Exame)

Lucas Agrela

Lucas Agrela

Publicado em 13 de março de 2017 às 16h36.

Última atualização em 14 de março de 2017 às 11h10.

São Paulo – O smartphone Galaxy A5 2017 é parte da terceira geração dessa família da Samsung no Brasil. Ele tem como principais destaques a resistência à água, câmeras que registram boas imagens e bateria de duração razoável.

Dentro do portfólio de produtos da Samsung, a linha Galaxy A está abaixo somente da linha S, representada hoje pelo Galaxy S7. Abaixo, temos a Galaxy J, que tem integrantes como o J5 Metal.

Confira o review do Galaxy A5 2017 a seguir.

Design

Visualmente, o Galaxy A5 lembra o Galaxy S7, que é o produto mais caro e sofisticado da marca atualmente. A principal diferença é que as laterais são curvas na parte de trás, o que ajuda a tornar o gadget mais ergonômico – uma vez que ele é mais espesso do que o S7.

A grande novidade é que agora o smartphone tem proteção contra água e poeira, segundo a certificação IP68. Com isso, ele pode ser mergulhado a 1,5 m de profundidade em água doce, ao longo de 30 minutos. Vale lembrar que o produto tem proteção contra poeira, que é diferente de areia. A areia tem a capacidade de riscar a tela do seu celular se você não usar alguma película protetora.

Outra mudança marcante do A5 em relação à geração passada é o conector USB Type-C, usado para recarregar a sua bateria. Uma iniciativa muito acertada da Samsung foi colocar o adaptador microUSB/USB Type-C na caixa.

Isso torna a transição para esse novo padrão de carregamento de smartphones mais suave, ao mesmo tempo que poupa o tempo e o dinheiro que o consumidor gastaria para comprar um adaptador. Com ele, você pode transformar qualquer carregador comum microUSB em algo compatível com o seu celular.

A tela de 5,2 polegadas tem resolução Full HD e também conta com a tecnologia proprietária da Samsung chamada Super Amoled. Basicamente, ela melhora o contraste das imagens e aumenta a duração da bateria. Quando os pixels exibem a cor preta, eles estão literalmente apagados, já que têm luz própria – isso não acontece em telas LCD LED.

Câmeras

As câmeras do Galaxy A5 são boas para quem curte fotografia. A principal registra imagens com 16 megapixels (4:3). Em ambientes iluminados com luz natural, os resultados são bem detalhados. O sensor também lidou bem com luz artificial, algo que os smartphones da Sony não faz bem.

Em ambientes parcialmente escuros, o flash iluminou rostos e manteve boa fidelidade de cores. Vale notar que essa câmera também pode filmar em Full HD a 30 fps.

Já a câmera frontal do Galaxy A5 tem também um sensor de 16 megapixels e o flash é uma luz emitida pela própria tela do aparelho. Apesar desse tipo de flash não ser muito bom em outros produtos, ele apresentou resultados satisfatórios no A5 2017.

As selfies também ficaram boas quando tiradas sob luzes natural e artificial. O nível de detalhamento, como esperado, foi superior em ambientes iluminados em relação aos resultados obtidos em locais com pouca luz.

Um detalhe bacana: o botão virtual de captura de imagens é "flutuante". Ele pode ser movido para qualquer ponto da tela do Galaxy A5 para facilitar o ato de fotografar.

Quanto aos recursos de fotografia manual, disponíveis apenas na câmera principal, o usuário pode mudar ISO, tipo de iluminação do ambiente e a quantidade de luz capturada. O foco e outros refinamentos possíveis no Galaxy S7 e no Note 5 não estão disponíveis nesse aparelho. Ou seja, se você for fotógrafo e quiser brincar com os ajustes finos da câmera do smartphone, é melhor encontrar algum app que lhe permita fazer isso.

Veja fotos tiradas com o Galaxy A5 2017 a seguir.

Bateria

A bateria do Galaxy A5 2017 durou bastante em nossos testes no INFOlab. Reproduzindo vídeos da internet com a tela com brilho máximo, Wi-Fi e Bluetooth ativos, o gadget conseguiu ficar 15 horas longe da tomada.

No dia a dia, a duração da bateria pode ser ainda maior se você não jogar games – tarefa que exige mais da bateria do que a execução de um vídeo.

O Galaxy A5 também tem suporte para a recarga rápida, o que facilita a vida de quem vive sem energia no smartphone. Com poucos minutos na tomada, o aparelho têm fôlego para funcionar por horas.

Configuração

Por dentro, o Galaxy A5 de 2017 tem processador Exynos 7880, 3 GB de memória RAM e 32 GB de armazenamento interno. É possível expandir o espaço para arquivos e fotos com cartão microSD, vendido separadamente.

O desempenho geral do aparelho foi bom, fluido e sem interrupções abruptas durante o uso de apps do cotidiano.

Para games, o smartphone teve boa performance, apesar do consumo de bateria ser alto, dada a necessidade de processamento gráfico pesado.

O sensor de batimentos cardíacos está ausente no A5, apesar de ser um recurso da família Galaxy S desde o S5. O leitor de digitais, porém, está ali, no tradicional botão home na parte frontal do celular.

Nos testes de benchmark, porém, ficou claro que o Galaxy A5 é um bom produto, mas ainda está bem distante do Galaxy S7 edge. Confira.

BenchmarksGalaxy A5 2017Moto Z PlayZenfone 3Galaxy S7 edge
AnTuTu601996294462672129618
Basemark OS II1437108912762551
Geekbench 44022251039906415
Vellamo3554331633165201

Sistema

O sistema Android Marshmallow do celular é bem parecido com o que vimos no Galaxy A9, lançado no fim do ano passado. Ele vem com poucos apps de fábrica, como ferramentas de sistema (apps de notas, gravador de músicas, monitor de exercícios) e com o pacote Microsoft Office mobile.

Há também o Opera Max, um app de compressão de dados que ajuda a economizar a sua internet móvel.

Vale ressaltar que esse gadget tem suporte para o sistema de pagamentos Samsung Pay.

Ou seja, ele pode armazenar seus dados de cartões de crédito em um compartimento criptografado na memória interna e acessá-lo rapidamente quando você encostar o dispositivo em um terminal de pagamentos (de NFC ou tarja magnética) e autorizar a transação com a sua impressão digital.

Vale a pena?

O Galaxy A5 pode ser considerado uma versão light do Galaxy S7. Ele é mais ergonômico e custa menos. Na hora de escolher entre seus concorrentes diretos em sua faixa de preço (Zenfone 3, Moto Z Play e iPhone 6), o A5 se destaca principalmente pelas câmeras. O desempenho geral do produto também é bom e a bateria durou bastante em nossos testes. Neste último ponto, o aparelho deve lhe atender bem – ao menos no primeiro ano de uso.

Avaliação

8.4/10

Prós: Ótimo design, boas câmeras, proteção contra água e poeira.
Contras: Desempenho poderia ser melhor; não tem sensor de batimentos cardíacos.

Ficha técnica

Sistema operacional: Android Marshmallow 6.0.1
Processador: Exynos 7880
CPU: Octa-core 1.9 GHz Cortex-A53
GPU: Mali-T830MP3
RAM: 3 GB
Armazenamento: 32 GB + microSD de até 256 GB
Conexões: Wi-Fi 802.11 a/b/g/n/ac, Wi-Fi Direct, Bluetooth 4.2
Tela: 5,2 polegadas com resolução Full HD (1080 x 1920 pixels)
Peso: 157 gramas
Bateria: 3.000 mAh
Câmeras: 16 megapixels e 16 megapixels
Preço: 2.099 reais

Acompanhe tudo sobre:GalaxyReviewsSamsungSmartphones

Mais de Tecnologia

Apple Watch vai completar 10 anos: qual o futuro do dispostivo?

Microsoft obriga funcionários na China a usarem iPhones

De lavador de pratos a CEO bilionário: a jornada de Jensen Huang na Nvidia

Lançado há um ano, Threads ainda quer ser o novo Twitter

Mais na Exame