Programador brasileiro 'conserta' jogos do Super Nintendo; confira vídeo

Fã do console, o brasileiro modificou jogos clássicos para operarem em sua velocidade máxima
Super R-Type: o game de 1991 foi um dos escolhidos pelo programador (Youtube VitorSuperMarioWorld/Reprodução)
Super R-Type: o game de 1991 foi um dos escolhidos pelo programador (Youtube VitorSuperMarioWorld/Reprodução)
Por Laura PanciniPublicado em 06/01/2021 10:27 | Última atualização em 06/01/2021 10:27Tempo de Leitura: 2 min de leitura

O programador brasileiro Vitor Vilela, fã do clássico videogame Super Nintendo (SNES, na sua sigla em inglês), usou suas habilidades em programação para consertar problemas de lentidão em alguns dos maiores jogos do console.

O SNES, lançado em 1993 na América do Sul, tem um processador com velocidade muito baixa. Por isso, não conseguiu acompanhar a rapidez de muitos games que vieram depois de seu lançamento.

Para tornar o processamento do CPU mais suave, chips auxiliares como o SA-1 (Super Accelerator 1) foram criados para acompanharem futuros cartuchos. Alguns jogos clássicos lançados antes do SA-1, porém, continuaram na mesma.

Vilela, então, alterou jogos como Super Mario World, Super R-Type, Gradius III e Contra III, para eles operarem em sua velocidade máxima.

"O SA-1 é um dos métodos que uso para otimizar jogos. No entanto, quando necessário, posso aplicar outros métodos para arquivar uma taxa de quadros melhor, como o FastROM, Super FX, reescrita de áudio ou algoritmos melhorados", comentou o programador em seu Twitter. "O SNES é poderoso!", disse.

Qualquer jogador com a cópia original do jogo e uma unidade de flash compatível pode usufruir da programação de Vilela.

Veja a diferença no jogo Super R-Type: