Tecnologia

Pesquisadores chineses descobrem forma de fabricar células solares flexíveis e finas em papel

As células solares c-Si fabricadas com a nova tecnologia podem ter uma espessura de 60 milímetros e um raio de curvatura de cerca de 8 milímetros

Painel solar: energia limpa é meta mundial. (Sean Gallup/Getty Images)

Painel solar: energia limpa é meta mundial. (Sean Gallup/Getty Images)

China2Brazil
China2Brazil

Agência

Publicado em 26 de maio de 2023 às 09h57.

Pesquisadores chineses desenvolveram uma tecnologia especial para ajustar as bordas de células solares de silício cristalino texturizado (c-Si), o que permite que as células solares sejam dobradas e flexionadas como papel fino, ampliando suas aplicações e usos.

A conquista foi alcançada por pesquisadores chineses no Instituto de Microsistemas e Tecnologia da Informação de Xangai (SIMIT), da Academia Chinesa de Ciências. Os resultados foram destacados na capa da edição de 24 de maio do periódico científico Nature.

As células solares c-Si fabricadas com a nova tecnologia podem ter uma espessura de 60 milímetros e um raio de curvatura de cerca de 8 milímetros.

De acordo com o Technology Daily, as células solares c-Si são um tipo de célula solar que está passando por um rápido desenvolvimento atualmente. Elas possuem vantagens, como longa vida útil e alta eficiência de conversão, o que as torna um produto líder no mercado fotovoltaico.

Essas células solares c-Si possuem uma participação de mercado superior a 95%, segundo Di Zengfeng, vice-diretor do SIMIT e um dos autores do artigo de pesquisa.

Uso das células solares

Embora as células solares c-Si tenham sido desenvolvidas há quase 70 anos, seu uso ainda é limitado, explicou o artigo. Atualmente, as células solares c-Si são principalmente utilizadas em estações de energia fotovoltaica distribuída e em estações de energia fotovoltaica terrestre. Espera-se que essas células solares possam ser usadas na construção civil, mochilas, tendas, automóveis, barcos à vela e até mesmo em aviões.

Elas também podem ser utilizadas para gerar energia limpa em residências e uma variedade de dispositivos eletrônicos e de comunicação portáteis, além de transporte, de acordo com os pesquisadores.

Liu Zhengxin, pesquisador do SIMIT e outro autor do artigo, afirmou que o estudo verificou a viabilidade da produção em massa, fornecendo uma rota técnica para o desenvolvimento de células solares c-Si leves e flexíveis.

Ao mesmo tempo, os módulos fotovoltaicos flexíveis de grande área desenvolvidos pela equipe de pesquisa já foram aplicados com sucesso em veículos de espaço próximo, integração fotovoltaica em construções e sistemas fotovoltaicos montados em veículos, acrescentou Liu.


Tradução: Mei Zhen Li
Fonte: STDAILY

Acompanhe tudo sobre:Energia solarTecnologias limpasChina

Mais de Tecnologia

Novidade no antigo Twitter: Elon Musk oculta curtidas no X

Muito além da IA: 10 novidades para esperar no seu iPhone e iPad

Brasil será primeiro país a receber recurso antirroubo do Google para android

Musk critica aliança Apple-OpenAI e ameaça barrar iPhone em suas empresas

Mais na Exame