Novo notebook da Dell tem 15 horas de duração de bateria

Com mercado em alta no mundo, Dell renova linha de notebooks no Brasil

A Dell anunciou hoje os novos modelos de notebooks da linha Inspiron 13 5000. Os aparelhos chegam ao mercado com diferentes opções de configuração e podem chegar a ter processador Intel Core i7, 8 GB e 512 de espaço em SSD (unidade de memória mais veloz do que o HD comum). 

Em todas as versões, o notebook tem revestimento de alumínio e tela de 13 polegadas com resolução Full HD, que está acima da resolução HD e abaixo da 4K.

Na configuração com processador Intel Core i5, a Dell promete duração de bateria de até 15 horas de uso. Segundo a empresa, os testes foram feitos em laboratório com o uso de aplicativos de produtividade usados normalmente pelos usuários (como o pacote Microsoft Office). 

Menos de três meses depois do lançamento global, a Intel traz ao país a nova linha de processadores da família Tiger Lake, que estão presentes nos notebooks da Dell e são os responsáveis pelos ganhos de desempenho computacional e eficiência de energia em relação a gerações passadas dos aparelhos da linha Inspiron.

Os notebooks Dell Inspiron 13 5000 contam com conexões HDMI, USB (3.2), USB Type-C e leitor de cartão de memória microSD. Os produtos também podem ter a memória Optane de 32 GB, da Intel, que acelera a velocidade de laptops. 

A Dell não informou se os notebooks serão vendidos em redes de varejo, mas eles já estão disponíveis na sua loja online oficial. Veja os preços sugeridos de cada modelo: 

O boom no mercado de notebooks

O mercado global de computadores cresceu em 2020. No terceiro trimestre, a consultoria Canalys estima que as vendas subiram 13%, marcando a maior alta da última década. O quarto trimestre foi ainda melhor. O crescimento registrado foi de 25% em relação ao mesmo período em 2019. Foram vendidas 90,3 milhões de unidades no mercado mundial entre outubro e dezembro. 

Canalys estimates (sell-in shipments), PC analysis, January 2021 - Global PC shipments 2010 to 2020

No ano, o crescimento do setor foi de 11%, sendo o maior crescimento registrado desde 2010. No total, foram vendidas 297 milhões de unidades. Os notebooks puxaram o crescimento. A consultoria estima que 235,1 milhões desses aparelhos eram laptops, uma alta de 25% em relação a 2019. 

O momento é bom para a Dell. Resta saber se a maioria dos consumidores já comprou um novo notebook ou se o novo lançamento chegou a tempo.

Veja também: O que é a Internet das Coisas (IoT)? | EXAMINANDO

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também