Netflix testa novo plano mais barato na Índia

Novo plano da empresa, embora de baixo custo, ainda não é o mais barato oferecido no país.

A Netflix, que recentemente  anunciou que queria facilitar o cancelamento das assinaturas de quem não usa mais a plataforma de streaming, agora quer testar uma outra versão mais barata de seu plano na Índia.

A empresa lançou um plano chamado de “Mobile+” no país que dá direito às séries em alta definição e pode ser assistida via celular, tablets e computadores, sem televisão inclusa, por 349 rúpias (24,92 reais na cotação atual). A informação foi divulgada pelo site AndroidPure, especializado no assunto.

Ainda assim, esse não é o plano mais barato na Índia. Isso porque a versão de custo mais baixo tem um valor de 199 rúpias (14,21 reais na cotação atual), mas sem HD, e pode ser assistida somente em um telefone ou no tablet com um dispositivo por vez, sem televisão ou computador inclusos.

No Brasil, os preços de assinatura da Netflix variam. O plano Premium (que inclui ultra HD e até quatro telas de transmissão), custa 45,90 reais por mês e é o mais caro oferecido. Já o mais barato, sem HD e com transmissão em apenas uma tela, custa 21,90 reais.

Já pensou se a moda pega e você consegue assistir La Casa de Papel, fenômeno de audiência na plataforma de streaming, por apenas 14 reais?

Espera! Tem um presente especial para você.

Uma oferta exclusiva válida apenas nesta Black Friday.

Libere o acesso completo agora mesmo com desconto:

exame digital

R$ 15,90/mês

R$ 6,36/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

R$ 40,41/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.