Lumia 535 reúne características de aparelhos de baixo custo

O gadget é o primeiro a chegar ao mercado nacional sem a marca da Nokia: na parte traseira do aparelho, encontramos o logotipo da Microsoft

São Paulo - A Microsoft lançou no Brasil recentemente o smartphone Lumia 535, um aparelho que tem como diferencial um câmera dianteira de 5 MP e uma tela de 5 polegadas.

A fabricante tentou reunir tudo que os concorrentes de baixo custo oferecem: construção resistente, suporte para dois chips de operadora e cartão microSD e uma configuração de hardware razoável.

O gadget é o primeiro a chegar ao mercado nacional sem a marca da Nokia: na parte traseira do aparelho, encontramos o logotipo da Microsoft.

O smartphone foi feito para quem busca um produto para usar aplicativos de redes sociais no dia a dia ou então precisa ter os programas do ecossistema da Microsoft, como Office, OneDrive e Skype, no bolso.

O sistema Windows Phone 8.1 roda sem problemas, apesar da fraca configuração de hardware do Lumia 535.

Design

O design do smartphone não é tão refinado quanto o do Lumia 830 ou mesmo o do 730.

É possível comparar o visual do Lumia 535 ao do modelo 630, apesar da tamanho do aparelho ser diferente.

Marcas de dedos aparecem facilmente na parte de trás do aparelho, por exemplo.

A câmera fica centralizada no corpo do produto, o que pode prejudicar o momento de tirar fotos em modo paisagem.

Como de praxe nos aparelhos de baixo custo, a Microsoft utilizou uma capa de plástico que envolve a tela do gadget, evitando que a proteção se solte por acidente.

Apesar da tampa traseira ser de plástico, ela passa a impressão de ser mais resistente que a encontrada no smartphone topo de linha Galaxy Note 4, da Samsung.

O novo gadget da Microsoft é tão ergonômico quanto um smartphone com tela de 5 polegadas pode ser – exceto pelo padrão de design da Sony, que tem cantos pontudos.

É possível segurar o Lumia 535 com apenas uma das mãos, mas não dá para tocar em todos os pontos da tela, especialmente no canto superior esquerdo quando você o segura com a mão direita.

O display do aparelho tem resolução baixa para a sua faixa de preço no mercado nacional.

Enquanto o Moto G e o Zenfone 5 têm qualdiade HD, o Lumia 535 tem 960 por 540 pixels.

Esse padrão é chamado por fabricantes de qHD, mas esse conceito pode ser confuso, portanto, vale o alerta: qHD e QHD não são a mesma coisa. O QHD tem uma resolução muito mais alta: são 1440 por 2560 pixels.

Configuração

Quem procura potência não vai encontrá-la em um produto como o Lumia 535.

Com preço pouco inferior ao do Moto G, da Motorola, o produto tem as configurações do Moto E.

Ou seja, enquanto aparelhos intermediários têm processador Qualcomm Snapdragon 400 de 1,2 GHz, o Lumia 535 tem um Snapdragon 200 de 1,2 GHz.

Apesar da diferença do sistema operacional utilizado, falta poder de fogo ao smartphone da Microsoft para rodar aplicativos mais pesados, como editores de imagens (que não sejam, da Microsoft), e para lidar com a gestão multitarefa.

Fora isso, o Lumia 535 se sai bem em games. Em testes realizados pelo INFOlab, foi possível rodar jogos leves sem problemas.

Um ponto positivo do smartphone da Microsoft é que ele pode funcionar com um reprodutor de MP3 com alta capacidade de armazenamento.

Quem estiver disposto a comprar um cartão microSDXC de 128 GB poderá usá-lo neste gadget, que tem mais 8 GB de memória interna, com aproximadamente 3,3 GB realmente livres para uso (o restante é reservado ao sistema).

Direfentemente do smartphone Lumia 530 que tem 512 MB de RAM, o Lumia 535 tem 1 GB. É curioso notar que a Microsoft oferecia 1 GB já ao Lumia 520, mas reduziu a capacidade da edição seguinte (Lumia 530) tornando a memória de 1 GB um item exclusivo dos seus aparelhos que custam mais de 600 reais no Brasil.

Graças ao sistema Windows Phone 8.1, o Lumia 535 tem suporte para dois chips de operadoras e o recurso de software para a gestão deles é similar ao que a fabricante usou no Lumia 630.

Bateria

A bateria do Lumia 535 tem capacidade de 1905 mAh. Nos testes realizados pelo INFOlab, o gadget aguentou por 6h18 reproduzindo vídeos em HD com Wi-Fi e Bluetooth ativos, brilho de tela no máximo e otimizações de software desligadas.

A duração da bateria está dentro da média dos concorrentes. A marca atingida é superior à do Moto G de segunda geração, por exemplo.

Sistema

O sistema Windows Phone 8.1 do Lumia 535 não tem novidades, tudo funciona como nos demais aparelhos da Microsoft.

Os bônus de software do Lumia 535 são 30 GB de armazenamento na nuvem do OneDrive, por tempo limitado, uma licença para o app de mapas Here e outra para o Here Transit.

Os aplicativos da Microsoft estão presentes no aparelho, como o pacote Office, o Outlook e o Skype.

O smartphone conta também com a assistente pessoal Cortana, que obedece comandos de voz em inglês; a Action Center, que é uma central de notificações semelhante às presentes no Android e no iOS; e o teclado chamado de WordFlow para digitar palavras arrastando os dedos sobre as suas respectivas letras, assim como no Swype.

O novo teclado pode aprender com o usuário por meio de armazenamento um histórico, o que ajuda na previsibilidade das palavras que serão escritas.

Câmera

As duas câmeras do Lumia 535 têm resolução de 5 MP, mas a principal tem autofoco e flash LED, enquanto a dianteira tem lente grande angular com foco fixo.

Começando pela câmera frontal, o destaque é o aplicativo chamado Lumia Selfie.

Por ele, é possível utilizar a câmera dianteira do produto e colocar uma série de efeitos nas suas fotos.

A riqueza de detalhes não é um ponto forte das imagens registradas com esse produto.

Em ambientes internos iluminados, por exemplo, as lâmpadas podem gerar problemas, uma vez que elas e o que houver ao seu redor ficaram estouradas nos testes do INFOlab.

Ou seja, os efeitos podem compensar a falta de detalhamento das fotografias tiradas com o Lumia 535 – claro, se você gostar de tirar fotos dessa forma.

A câmera principal do aparelho sofre do mesmo problema de detalhamento de imagens, com o diferencial de ter autofoco e o flash LED.

Com um toque na tela, o sensor ajusta o foco para o ponto indicado. As duas câmeras do Lumia 535 são lentas para registrar imagens.

O processo pode levar de um a dois segundos, o que pode resultar na perda do momento ideal para o registro. Ou seja, o aparelho é bom para tirar fotos da família, selfies e objetos estáticos.

Vale a pena?

A Microsoft chega ao mercado brasileiro com a sua marca nos smartphones da linha Lumia buscando levar a tecnologia a um público que não ainda não teve a oportunidade de comprar um celular conectado – ao menos, foi isso que a empresa disse à época do lançamento do Lumia 535.

Por isso, o gadget reúne uma série de recursos que as fabricantes de dispositivos móveis colocam em seus produtos de baixo custo, que são voltados para mercados como Brasil e Índia (leia-se aqui tela grande, suporte a dois chips e configuração de hardware razoável).

Com isso, o Lumia 535 constitui uma boa opção de compra justamente para esse público: jovens e pessoas que nunca tiveram um smartphone.

Quem procura potência em um dispositivo com Windows Phone encontra opções melhores em produtos mais caros da Microsoft, em especial os Lumias 930 e 830.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.