A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Google pede a Coreia do Sul que amenize leis de telecomunicações

O presidente da empresa elogiou a potente infraestrutura de banda larga do país, mas afirmou estar decepcionado com o aumento da regulação da internet na Coreia

Seul - O presidente-executivo da Google, Eric Schmidt, disse nesta terça-feira que pediu ao Governo sul-coreano que siga o exemplo de outros países e amenize as leis na internet.

'É a minha opinião, e acredito que também a da Google, que as normas da internet na Coreia deveriam ser mais abertas e modernas', afirmou Schmidt em entrevista coletiva na segunda-feira em Seul ao lado do presidente sul-coreano, Lee Myung-bak e o presidente da Comissão de Comunicações de Coreia (KCC), Choi See-joong.

Segundo a agência de notícias local 'Yonhap', o presidente do Google elogiou a potente infraestrutura de banda larga do país e a difusão dos celulares, mas afirmou estar decepcionado com o aumento da regulação da internet na Coreia.

'Outros países mantêm políticas mais liberais sobre internet em alguns casos que a Coreia do Sul deveria considerar', declarou Schmidt aos jornalistas, sem mencionar normas ou regulações em especial.

O presidente da Google também revelou que entrou em acordo com Seul para voltar a vender no país os videogames da plataforma Android, que pertence à empresa americana, porém a data ainda não foi decidida

Em 2010, a Google teve de retirar de sua loja online na Coreia do Sul os videogames Android devido à lei que obriga a todos os jogos de dispositivo móvel serem avaliados por um organismo qualificado.

A empresa também entrou em conflito com o país em 2009, ao não acatar a regulação que obrigava os usuários do YouTube a usar suas identidades verdadeiras para postar vídeos.

As autoridades da Coreia do Sul possuem leis rígidas sobre a internet, tanto que o iPhone só chegou ao mercado sul-coreano com três anos de atraso, devido ao lento processo de autorização. EFE

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também