Live icon 

ELEIÇÕES 2022:  

Lula e Bolsonaro vão disputar o segundo turno Veja agora.

Google deixará de rastrear e-mails para personalizar anúncios

Os usuários inclusive poderão desativar totalmente a personalização de anúncios dentro do Gmail, de acordo com a empresa
Gmail: o Google decidiu também acabar com estratégia na versão gratuita do serviço (Reprodução / YouTube/Reprodução)
Gmail: o Google decidiu também acabar com estratégia na versão gratuita do serviço (Reprodução / YouTube/Reprodução)
E
EFEPublicado em 23/06/2017 às 20:39.

Los Angeles - O Google afirmou nesta sexta-feira que deixará de rastrear e examinar as mensagens enviadas por seus usuários através do Gmail, como fazia até então, para personalizar anúncios os anúncios mostrados na plataforma.

A vice-presidente-sênior e responsável pelo Google Cloud, Diane Greene, comunicou a mudança em uma mensagem publicada hoje no blog corporativo da empresa.

Segundo o comunicado, o Gmail da G Suite, a plataforma de aplicativos de produtividade da empresa, já não faz leitura das mensagens trocadas para personalizar os anúncios.

Por isso, o Google decidiu também acabar com estratégia na versão gratuita do serviço.

"O conteúdo do Gmail não será usado ou escaneado para qualquer personalização de anúncios. A decisão faz com que os anúncios exibidos no Gmail estejam alinhados com a maneira como personalizamos a publicidade de outros produtos nossos, ou seja, com base nas configurações definidas pelos usuários", disse a executiva na nota.

Os usuários inclusive poderão desativar totalmente a personalização de anúncios dentro do Gmail, de acordo com a empresa.

Além disso, Greene afirmou que todos os usuários do Gmail e da G Suite podem estar "seguros" de que a empresa continua considerando como "primordial" proteger tanto a segurança como a privacidade de seus usuários.