Sem Fortnite no iPhone, Apple perde R$ 2 bilhões

O jogo da Epic Games foi removido da loja do iPhone e do Android por infração de políticas da Apple e do Google

O jogo Fortnite, da desenvolvedora Epic Games, deu receita de 360 milhões de dólares nos últimos três anos para a Apple. A empresa cobra taxa de 30% de gastos em aplicativos para iPhone e iPad que são oferecidos na App Store. Em faturamento três vezes maior do que o do streaming, o mercado de games está em ebulição na quarentena provocada pelo novo coronavírus e foi tema de reportagem de capa da Revista EXAME.

Nesta semana, a Apple removeu o aplicativo de sua loja virtual depois de uma atualização que implementou um sistema de pagamentos no Fortnite. A companhia entendeu que a novidade violava as políticas da App Store. Poucas horas mais tarde, o Google também removeu o game da Play Store, a loja virtual de aplicativos dos celulares com sistema operacional Android.

O jogo Fortnite foi instalado 133 milhões de vezes em smartphones. Segundo a consultoria Sensor Tower, o aplicativo gerou receita total de 1,2 bilhão de dólares mundialmente na App Store até o momento.

Em celulares com sistema Android, os números são mais modestos. O jogo foi baixado 11 milhões de vezes e gerou receita de 10 milhões de dólares desde abril de 2020, quando o app fez sua estreia na Play Store. Com isso, o Google recebeu receita de cerca de 3 milhões de dólares devido ao sucesso do jogo da Epic Games.

Sem o aplicativo, as duas empresas deixam de contar com a receita vinda de jogadores que fazem compras dentro do game, que é gratuito para jogar.

A Epic Games iniciou uma ação legal contra a Apple, na qual acusa a criadora do iPhone de monopólio na distribuição de aplicativos para iPhone e iPad.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?

Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?

Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis

Já é assinante? Entre aqui.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.