Tecnologia

Fim do Google? Bill Gates acredita que inteligência artificial pode mudar tudo

Fundador da Microsoft afirmou que a competição pelo próximo grande assistente de IA pode levar à "morte" de gigantes da tecnologia

Bill Gates: magnata falou sobre IA generativa em evento recente (Jeff Pachoud/AFP)

Bill Gates: magnata falou sobre IA generativa em evento recente (Jeff Pachoud/AFP)

Laura Pancini
Laura Pancini

Repórter de Tecnologia e Inteligência Artificial

Publicado em 23 de maio de 2023 às 14h34.

Última atualização em 23 de maio de 2023 às 14h56.

O fundador da Microsoft Bill Gates acredita que a ascensão de mecanismos de busca com inteligência artificial (IA) pode significar a morte de gigantes como o Google e Amazon  pelo menos na forma como as conhecemos hoje.

Nesta segunda-feira, 22, o bilionário falou sobre a chegada de chatbots como o ChatGPT da OpenAI, que tem investimento de US$ 10 bilhões da Microsoft, durante o evento AI Forward 2023, em São Francisco, nos Estados Unidos.

Gates disse que a competição tecnológica mais importante no momento é a do desenvolvimento de IAs generativas, e que ele ficaria desapontado caso a própria empresa não estivesse nessa corrida.

EXAME libera vagas para curso sobre inteligência artificial nos negócios

O futuro da IA, segundo Bill Gates

Na visão do filantropo, o assistente de IA 'vencedor' será capaz de ajudar uma pessoa a ler "as coisas que você não tem tempo" e realizar tarefas por comando de voz ou texto. As informações são da agência de notícias Reuters.

Apesar de acreditar que big techs como Google e Meta têm grandes chances de criar o próximo novo grande produto com IA, o magnata não descarta a opção de uma startup virar líder no mercado. Ele diz estar "impressionado com algumas startups" como a Inflection.

"Qualquer que seja o vencedor, isso é o mais importante, porque você nunca mais irá a um site de busca, nunca mais irá a um site de produtividade, nunca mais irá à Amazon", disse Gates. Por último, o bilionário ressaltou que ainda deve levar um tempo para que este momento chegue.

Acompanhe tudo sobre:ChatGPTInteligência artificialBill Gates

Mais de Tecnologia

Quatro operadoras da China se unem para oferecer roaming 5G entre redes

Colher elétrica promete 'temperar' alimento sem utilizar mais sal

Plano do Instagram para engajar usuários pode dar certo?

Novo app permite instalar jogos retrô da Nintendo no iPhone; saiba como

Mais na Exame