Drone feito com fibras de fungos realiza seu primeiro voo

Com quatro turbinas, o drone foi construído para ser um primeiro passo na exploração de lugares remotos sem contaminá-los com componentes eletrônicos

São Paulo - Um drone biodegradável construído com fibras de fungos realizou seu primeiro voo teste, de acordo com a revista New Science.

Com quatro turbinas, o drone foi construído por um centro de pesquisa da NASA, com a intenção de ser um primeiro passo na exploração de lugares remotos sem contaminá-los com componentes eletrônicos.

Além disso, a nave não tripulada pode se desintegrar após missões em regiões sensíveis, sem que o espionado descubra que foi alvo do drone.

O chassi do drone foi feito com micélio, formado pelo conjunto dos filamentos microscópicos que formam um fungo. Esse material é maleável e pode crescer em diferentes formas.

A estrutura de micélio recebeu uma cobertura de folhas de celulose, antes de ser coberta com as mesmas proteínas que vespas usam para proteger seus ninhos.

Os circuitos internos do drone foram impressos com uma tinta biodegradavel de nanoparticulas de prata.

As turbinas e os controles são as únicas partes que não se desintegram naturalmente, pois foram retiradas de um drone comum.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.