Ataque hacker global afeta 74 países, segundo empresa russa

Segundo a nota, o ataque indiscriminado aconteceu através de um sistema de propagação que utiliza uma vulnerabilidade detectada na Microsoft

Moscou - A empresa russa de segurança cibernética Kaspersky estimou nesta sexta-feira em mais de 45 mil o número de ataques cometidos por hackers usando vírus do tipo ransomware, que afetou infra-estruturas de 74 países.

"Até o momento registramos 45 mil ataques (...) em 74 países. As cifras continuam aumentando inusitadamente", disse Costin Raiu, diretor da Equipe de Pesquisa e Análise Global da Kaspersky, no Twitter.

Raiu acrescentou que a mensagem do ciberataque, que afetou países como Espanha, Reino Unido, Turquia, Ucrânia e a própria Rússia, está escrita em romeno, mas não por um nativo.

A Kaspersky, que produz softwares de segurança cibernética, enviou à Agência Efe um comunicado no qual diz que identificou o rootkit utilizado para efetuar o ciberataque (MEM:Trojan.Win.64.EquationDrug.gen).

Segundo a nota, o ataque indiscriminado aconteceu através de um sistema de propagação que utiliza uma vulnerabilidade detectada na Microsoft.

O comunicado destaca que os hackers exigem como recompensa US$ 600 em bitcoins.

"O maior número de tentativas de ataque foi detectado na Rússia", destacou a fonte.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.