Após massacre no Rio, Columbine é destaque no Twitter

Internautas comparam o massacre na escola carioca com o de atiradores americanos que mataram 13 pessoas no Colorado, em 1999

São Paulo — Columbine é um dos tópicos de destaque no Twitter desde a manhã desta quinta-feira. O nome da escola americana em que dois jovens abriram fogo contra alunos e professores em abril de 1999 é utilizado nesta quinta em posts sobre a tragédia no Rio de Janeiro. Em Realengo, zona Oeste da capital fluminense, um homem atirou contra alunos de uma escola municipal, matando 13 crianças. Em seguida, o atirador se matou. 

Nos posts, internautas comparam os massacres promovidos por Wellington Menezes de Oliveira, no Rio, e pelos adolescentes Dylan Klebold e Eric Harris, no Colorado. A cada minuto, o microblog recebe centenas de mensagens que lamentando o fato, como estas:

@Nan_182: “Realengo e Columbine. Casos de psicopatas distintos, mas com a mesma frieza de uma mente doentia. #realengo”

@muridiabete: “Massacre de Columbine em 1999 parecia muito distante, mas não...”

@ricardoalecio: “A tragédia de Realengo já é a Columbine brasileira mundo afora.”

@Suetonio: “Não tem como não lembrar de ‘Tiros em Columbine’ #Rio”

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.