99 usa tecnologia de segurança e reduz ocorrências graves em 29% em 2020

O aplicativo de transporte urbano utilizou recursos de monitoramento e inteligência artificial para diminuir ocorrências
99: aplicativo aumentou a segurança com recursos tecnológicos (Paula Arend Laier/Reuters)
99: aplicativo aumentou a segurança com recursos tecnológicos (Paula Arend Laier/Reuters)
Por Lucas AgrelaPublicado em 03/02/2021 12:52 | Última atualização em 03/02/2021 13:00Tempo de Leitura: 2 min de leitura

Usando tecnologia para aumentar a segurança em corridas, tanto para motoristas quanto para passageiros, a 99 reduziu em 29% as ocorrências consideradas graves por milhão de viagens no ano de 2020.

Principal rival da americana Uber, a 99 afirma ter investido 35 milhões de reais em recursos de segurança em corridas apenas no ano de 2020.

Os principais motivos apontados para a queda de ocorrências graves no período que compreende janeiro a dezembro do ano passado são o uso de tecnologias de inteligência artificial, câmeras de segurança, ferramentas de proteção e melhoria no serviço de atendimento ao cliente.

Entre as novas ferramentas de segurança da 99 estão a possibilidade de conferir informações do motorista antes da chamada no aplicativo para celular e a ativação de gravações de áudio ou monitoramento de trajetos (que identifica paradas longas ou caminhos mais longos do que o necessário). Os dados das corridas são analisados com o auxílio de algoritmos de inteligência artificial e revisão humana.

No caso de filmagem de corridas, as câmeras, conectadas com 4G, funcionam tirando fotos a cada 4 minutos e podem iniciar uma gravação transmitida em tempo real para uma central de segurança caso o motorista acione um botão de pânico no aplicativo. Na outra ponta, o passageiro recebe uma notificação, no começo da corrida, informando que o veículo possui câmera de segurança.

Os estados com maiores quedas de ocorrências graves foram os seguintes:

  • Ceará: -60,79%;
  • Pará: -55,22%;
  • Paraná: -45,75%;

O estado de São Paulo fechou o ano de 2020 com queda de 13,85% e o Rio de Janeiro, com 37,62%.

“A segurança é uma prioridade para a 99 e, mesmo neste período desafiador, aumentamos o investimento em proteção. Em 2021, vamos aprimorar a inteligência artificial e expandir ainda mais nossas tecnologias exclusivas”, diz, em nota à EXAME, Thiago Hipólito, diretor de segurança da 99.

Segundo dados da própria empresa, o aplicativo de transporte individual urbano é utilizado por mais de 750 mil motoristas parceiros e 20 milhões de passageiros em mais de 1.600 cidades brasileiras.