A página inicial está de cara nova Experimentar close button
Conheça o beta do novo site da Exame clicando neste botão.

Cooperativas suportam baque da pandemia e crescem na adversidade

As cooperativas cresceram, mesmo na pandemia. Entre as maiores do país, nenhuma teve queda na receita

Um dos motores da economia brasileira, em particular aquela impulsionada pelo agronegócio no interior do país, o cooperativismo mostrou estar preparado para suportar baques do tamanho de uma pandemia — e crescer no cenário adverso. Em meio ao choque causado pela pandemia, as maiores cooperativas do Brasil seguiram com o pé no acelerador.

Vide o caso da ­Coamo, fundada em 1969 por um grupo de agricultores de soja de Campo Mourão, no interior paranaense e hoje um negócio com mais de 7.000 cooperados em três estados. Em 2020, a cooperativa faturou 19,2 bilhões de reais — 44% acima do ano anterior. O desempenho fez a Coamo consolidar-se como a 41a maior empresa no ranking MELHORES E MAIORES. Na lista das 24 maiores cooperativas do país, nenhuma teve queda nas receitas em 2020.  

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também