Pop

Show da Madonna é de graça, mas não para todos — investimento chega a R$ 60 milhões

Valor é dividido entre a Prefeitura e o Governo do Estado do Rio de Janeiro, além da inciativa privada do Itáu e Heineken

Itaú e Heineken vão dividir os custos do show da Madonna ao lado da Prefeitura e Governo do Estado do Rio de Janeiro (Reprodução/Instagram/Itaú/Reprodução)

Itaú e Heineken vão dividir os custos do show da Madonna ao lado da Prefeitura e Governo do Estado do Rio de Janeiro (Reprodução/Instagram/Itaú/Reprodução)

Publicado em 3 de maio de 2024 às 06h44.

Última atualização em 3 de maio de 2024 às 07h39.

Tudo sobreMadonna
Saiba mais

Mesmo de graça para o público, o show da Madonna em Copacabana, no Rio de Janeiro, movimenta valores estratosféricos. Em nota à EXAME, a Prefeitura da cidade informou que está investindo R$ 10 milhões no show da rainha do Pop. "O show da Madonna faz parte da política de atração de grandes eventos para a cidade, como ocorre com a realização de festivais, como o Rock In Rio, ou no Carnaval e Réveillon", explica a gestão.

E isso retorna à cidade de forma multiplicada. O último Réveillon movimentou mais de R$ 3 bilhões da economia carioca, enquanto o carnaval 2024, R$5 bilhões. Já os shows realizados em novembro, como o da cantora Taylor Swift, renderam R$ 669,2 milhões. Desta vez, a expectativa da Prefeitura do Rio de Janeiro é de que o evento movimente R$ 293,4 milhões na economia da cidade. 

O Boticário cria camarote na casa de Narcisa Tamborindeguy

Somente o anúncio do show da popstar já garantiu a perspectiva de ocupação de até 100% dos quartos de hotéis e o aumento de 169 voos extras e 15 mil passageiros a mais no período no Aeroporto Internacional Tom Jobim, segundo dados da Prefeitura do Rio de Janeiro.

Mas essa conta não para por aí. O valor total da apresentação é de quase R$ 60 milhões, conforme documento encaminhado pelo Governo do Rio de Janeiro para a Fundação Anita Mantuano de Artes do Estado do RJ, a Funarj, e obtido por veículos como Folha e Valor Econômico. Nele, está especificado o valor de R$ 59.908.437,50.

Ainda segundo a planilha encaminhada à Funarj e obtida pelos veículos acima citados, os gastos com hotel foram estimados em R$ 4,85 milhões. O palco foi orçado em R$ 1,6 milhão, a estrutura de áudio em R$ 1,5 milhão, a equipe de segurança para o show em R$ 580 mil e a divulgação do evento em R$ 796 mil. Fora isso, ainda tiveram gastos com uma passarela do Copacabana Palace ao palco e reservas de salões do hotel para ensaios.

Quem paga o show da Madonna no Rio de Janeiro?

Se a Prefeitura vai pagar R$ 10 milhões, os outros R$ 50 milhões ficam com quem? Com os dois patrocinadores do grande evento, Itaú e Heineken, e com Governo do Estado do Rio de Janeiro, que também paga uma outra parcela de R$ 10 milhões. Procuradas, as empresas não abriram os valores exatos que cada uma vai arcar.

Quanto custa o ingresso do show da Madonna no Rio de Janeiro?

Zero reais. Ao público, a performance sai de graça. Portanto, se você é fã da rainha do Pop, ou se estará de passagem pela cidade no dia 4 de maio, a única coisa que você deve ter é perseverança (mais de 1,5 milhão de pessoas são esperadas), protetor solar e uma garrafa d'água, afinal o Inmet já alertou que uma onda de calor deve tomar conta do Rio de Janeiro até o dia 5.

Quanto Madonna ganhou para fazer o show no Rio de Janeiro?

A cantora vai receber pouco mais de R$ 17 milhões, o que dá aproximadamente US$ 3,3 milhões. A informação foi divulgada pelo blog de Ancelmo Gois, do jornal O Globo.

Acompanhe tudo sobre:MadonnaRio de JaneiroCopacabana Palace

Mais de Pop

Que horas começa 'House of the Dragon'? Veja horário e onde assistir a 2ª temporada

The Town terá menos ingressos à venda em 2025, diz CEO do Rock in Rio

Membros do BTS aparecem juntos em imagem, após dispensa de Jin do exército sul-coreano

Marisa Monte anuncia show gratuito em São Paulo

Mais na Exame