Pop

Senhora de 105 anos se forma na universidade após 83 anos; entenda

Virginia "Ginger" Hislop realizou o sonho de concluir sua pós-graduação, interrompida há 83 anos

Virginia Hislop recebendo seu diploma depois de 83 anos. (Foto: Stanford/Charles Russo)/Divulgação)

Virginia Hislop recebendo seu diploma depois de 83 anos. (Foto: Stanford/Charles Russo)/Divulgação)

Fernando Olivieri
Fernando Olivieri

Redator na Exame

Publicado em 21 de junho de 2024 às 11h07.

Em 1936, Virginia "Ginger" Hislop iniciou seus estudos na Escola de Educação da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos. Após obter seu bacharelado em 1940, ela começou a pós-graduação com o objetivo de se tornar professora. No entanto, durante a Segunda Guerra Mundial, seu então namorado George Hislop foi convocado para servir o exército, e o casal decidiu se casar, levando Hislop a interromper seus estudos.

Depois de deixar Stanford, Hislop dedicou-se à política em Washington, iniciando sua carreira em um conselho escolar local, após a escola de sua filha sugerir que ela estudasse economia doméstica em vez de inglês avançado. Sua atuação levou-a a presidência do Conselho de Diretores da Escola de Yakima e a se tornar membro fundadora do Conselho de Diretores do Yakima Community College. Além disso, Hislop ajudou a fundar a Universidade Heritage em Toppenish, Washington, onde atuou no conselho por 20 anos.

De acordo com a ABC, seu genro Doug Jensen entrou em contato com a Universidade de Stanford, descobrindo que a exigência de tese para o mestrado foi abolida. Com todos os créditos necessários já obtidos em 1940, Hislop finalmente pôde concluir seu mestrado. Em 16 de junho, ela recebeu o título de mestre em artes em educação como a única integrante da turma de 1940. Sua conquista foi celebrada com uma ovação em pé por colegas graduados e familiares, incluindo netos e bisnetos.

Espera de 83 anos

A trajetória de Hislop demonstra que nunca é tarde para alcançar objetivos educacionais. Sua determinação e dedicação à educação e à comunidade são um exemplo inspirador. Hislop também destacou a importância de continuar aprendendo e buscando conhecimento ao longo da vida, independentemente das circunstâncias.

Além de sua carreira política, Hislop sempre valorizou a educação. Mesmo após deixar Stanford, ela continuou envolvida em projetos educacionais e comunitários, mostrando que sua paixão pelo aprendizado e ensino nunca diminuiu. Sua contribuição para a educação em Washington deixou um legado duradouro, beneficiando inúmeras gerações.

A Universidade de Stanford e a comunidade educacional como um todo celebram a realização de Hislop, que serve como um poderoso lembrete da importância da educação contínua e do impacto positivo que uma pessoa pode ter em sua comunidade. "Esperei muito tempo por isso", declarou Hislop na cerimônia de formatura, realizada pela Escola de Educação da Universidade de Stanford, encerrando um capítulo significativo de sua vida com uma conquista extraordinária.

Acompanhe tudo sobre:EducaçãoEstados Unidos (EUA)Universidade Stanford

Mais de Pop

Qual é a ordem cronológica correta de 'Planeta dos Macacos'? Veja onde assistir

Como termina 'House of the Dragon'? Veja como será a morte de cada um dos personagens

Preso por estelionato: Saiba quem é Nego Di e quais são as investigações que o cercam no momento

Que horas começa 'House of the Dragon'? Veja horário e onde assistir online

Mais na Exame