PME

Quem é a foodtech que atraiu Sabrina Sato como sócia e R$ 2,5 milhões

One More está presente em Ceará, São Paulo e Maranhão, mas prepara expansão em 10 estados para quadruplicar faturamento em 2022

Da esq. para a dir., os sócios da One More, Felipe Paz; Victor Guimil; Sabrina Sato; e Arthur Guimil (One More/Divulgação)

Da esq. para a dir., os sócios da One More, Felipe Paz; Victor Guimil; Sabrina Sato; e Arthur Guimil (One More/Divulgação)

Da Redação
Da Redação

Redação Exame

Publicado em 12 de fevereiro de 2022 às 07h00.

Última atualização em 27 de março de 2023 às 19h03.

É difícil encontrar as latinhas de One Morebebida funcional gaseificada sem açúcar e com poucas calorias — nos supermercados de fora de São Paulo.

Só que isso deverá mudar: a empresa já planeja uma expansão em dez estados brasileiros, que serão somados aos 2 mil pontos de venda cearenses, maranhense e paulistas que estão no portfólio.

E, para marcar essa nova etapa (e a captação de 2,5 milhões de reais), a startup anunciou Sabrina Sato como sócia e embaixadora.

Descubra qual MBA melhor se encaixa ao seu perfil e comece agora.

Como foi a criação da foodtech

Foram necessários três anos de desenvolvimento do produto, definição do modelo de negócio e até testes de viabilidade antes de a One More ganhar vida.

Essa ideia veio dos irmãos gêmeos Arthur e Victor Guimil, ambos vindos do mercado financeiro, que se juntaram ao administrador de empresas Felipe Paz, que tinha experiência nos mercados fitness e de suplementação.

E, desde que se tornou operacional, em 2017, já recebeu mais de 6 milhões de reais em investimentos.

“Fundamos a One More para transformar o segmento de bebidas gaseificadas no Brasil e, para isso, criamos uma nova categoria: Balance Drink.

Hoje, estamos presente em praticamente toda a rotina do brasileiro. Trabalho, esporte e lazer.

E a parceria com a Sabrina, em conjunto com o novo aporte de recursos, nos coloca em outro patamar de empresa e de atuação. Os anos de 2022 e 2023 serão transformadores para nós”, afirma Arthur Guimil, cofundador e CEO da startup.

O que será feito com o investimento

Todo o investimento da empresa será focado em:

  • contratações;
  • marketing;
  • desenvolvimento de um segundo sabor – atualmente, a única opção é cranberry;
  • ampliação do clube de assinaturas;
  • além de a criação do e-commerce próprio.

Nesta etapa de expansão, a One More prevê pontos de venda em academias, atacados, casas noturnas, empórios, farmácias e mercados, que atuarão ao lado dos grandes varejistas e parceiros, como Americanas, Pão de Açúcar e Raia Drogasil.

Por que Sabrina Sato virou sócia e embaixadora

É neste cenário que Sabrina Sato entra como fator de aceleração para os futuros planos da marca: a apresentadora e influenciadora tem 54 milhões de seguidores nas redes sociais, o que faz dela uma peça-chave na estratégia de potencializar a popularidade da One More.

E as funções da nova sócia e embaixadora irão além da exposição na mídia, já que ela também atuará nos negócios da foodtech, permitindo novas conexões, atraindo influenciadores e abrindo canais de venda.

Quem são os demais investidores

Nos cinco anos desde que chegou ao mercado, a startup teve quatro rodadas de investimento — com a primeira em 2017 – e atraiu nomes como:

  • Ariovaldo Gondim (Fragon Distribuidora);
  • Carlos Barros e Firmino Freitas (Darwin Seguros);
  • Eduardo Mansi e Felipe Zaghen (DUO);
  • Rodrigo Almeida (Barral M Jorge & Associates);
  • Tiago Ritter (W3Haus).

Segundo a One More, o faturamento vem dobrando há três anos e deve crescer até quatro vezes em 2022, mas não revelou os números.

Assine a EXAME e fique atualizado sobre as tendências para pequenas e médias empresas.

 

Acompanhe tudo sobre:BebidasAlimentaçãocomida-e-bebidaInvestimentos de empresasStartupsSabrina SatoEXAME-no-InstagramFoodtechs

Mais de PME

ROI: o que é o indicador que mede o retorno sobre investimento nas empresas?

Qual é o significado de preço e como adicionar valor em cima de um produto?

O que é CNAE e como identificar o mais adequado para a sua empresa?

Design thinking: o que é a metodologia que coloca o usuário em primeiro lugar

Mais na Exame