Walmart se torna peça central para vacinação em massa nos EUA

Com milhares de lojas espalhadas pelo pais, a varejista se tornou parte da estratégia do governo americano para distribuir a vacina contra o coronavírus

Com a vacinação contra o coronavírus caminhando mais lentamente que o previsto, o governo dos Estados Unidos decidiu usar as redes de grandes varejistas e farmácias para aplicar doses. Dentro da nova estratégia, a rede de hipermercados Walmart está se tornando uma peça central para a vacinação do país.

A gigante tem cerca de 5.000 lojas nos Estados Unidos, das quais 4.000 estão em áreas que o governo considera mal atendidas na saúde, segundo o jornal americano The Wall Street Journal. Como o país não tem um sistema único de saúde, falta estrutura para levar a vacinação para regiões distantes dos grandes centros.

O plano do governo é distribuir 1 milhão de doses de vacina para as farmácias e redes de supermercado por semana. Desse total, o Walmart receberá cerca de 200.000 doses.

Os custos da administração das doses ficam com as próprias redes. O governo não cobra para enviar o imunizante, mas também não permite que as farmácias e supermercados cobrem pela aplicação. No máximo, as empresas receberão um pequeno percentual pago pelas seguradoras de saúde das pessoas vacinadas.

Os benefícios de estar na linha de frente da vacinação são outros. Para poder se vacinar no Walmart, por exemplo, os americanos precisam fazer um cadastro e marcar um horário. Com isso, a rede tem conseguido criar relacionamento com clientes que ainda não tinha contato.

Além disso, muitos dos pacientes aproveitam a viagem para comprar outros produtos disponíveis nas lojas. Em um contexto em que os clientes evitam sair de casa e compras por impulso quase desapareceram, ser o responsável pela aplicação da vacina é uma grande vantagem.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.