Vale vê avanços na atracação de Valemax na China

Mesmo assim, a empresa ainda não considera que a situação esteja totalmente resolvida

Rio de Janeiro - A mineradora Vale avalia que houve um avanço com a recente atracação de um navio gigante Valemax na China, após um longo período de proibição, mas ainda não considera que a situação esteja totalmente resolvida, disse nesta quinta-feira o diretor de Ferrosos e Estratégia da mineradora, José Carlos Martins, durante teleconferência para comentar os resultados.

Em 2012, o Ministério dos Transportes proibiu os navios Valemax nos portos da China, citando preocupações de segurança.

Com a atracação dos Valemax, com capacidade para 400 mil toneladas, considerados os maiores navios de granéis do mundo, a mineradora espera obter redução considerável nos custos de transporte.

"Nós tivemos um navio que entrou na China neste ano, não entrou cheio, entrou com meia carga, para testes, e a gente espera que no longo prazo essa condição seja resolvida, mas eu prefiro não afirmar que ela já está resolvida, é um processo, foi um grande avanço a gente conseguir colocar esse navio lá", afirmou Martins.

Um cargueiro gigante de minério de ferro de propriedade da Vale foi autorizado a atracar em um porto chinês no início de outubro, mostraram dados da Reuters, o primeiro desde que a mineradora brasileira assinou acordos com dois dos maiores grupos de transporte da China, em investida que foi vista como um descongelamento de relações.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.