Trump ataca a Huawei e seus fornecedores uma última vez

A ação contra a Huawei segue uma série de tentativas de enfraquecer a maior empresa de equipamentos de telecomunicações do mundo

O governo Trump notificou na última semana alguns fornecedores da Huawei da revogação de suas licenças para vender à gigante chinesa de tecnologia e pretende rejeitar vários outros pedidos de fornecimento à produtora de equipamentos de telecomunicações, disseram pessoas com conhecimento do assunto à Reuters.

Quer ter acesso às melhores análises sobre a economia global para investir no exterior? Leia os relatórios da EXAME Gavekal Research

A ação contra a Huawei - provavelmente a última do governo do presidente republicano Donald Trump - segue uma série de tentativas de enfraquecer a maior empresa de equipamentos de telecomunicações do mundo, que, segundo o governo, é uma ameaça à segurança nacional e interesses de política externa dos EUA.

As notificações chegam em meio a uma leva de ações dos EUA contra a China nos últimos dias do governo Trump. O democrata Joe Biden será empossado como presidente na quarta-feira.

Um porta-voz do Departamento de Comércio não respondeu imediatamente aos pedidos por comentários.

Num e-mail visto pela Reuters, a Associação da Indústria de Semicondutores afirmou que o Departamento de Comércio emitiu "intenções de negar um número significativo de pedidos de licenças de exportações para a Huawei e revogação de pelo menos uma das licenças emitidas anteriormente".

Fontes com conhecimento da situação, falando sob a condição de anonimato, disseram que houve mais de uma revogação.

O e-mail diz que as ações abrangem uma ampla gama de produtos da indústria de semicondutores e perguntou se as empresas receberam as notificações.

O e-mail notou que as empresas esperam há meses por decisões sobre as licenças e que, com menos de uma semana faltando para o atual governo, lidar com isso era um desafio.

Um porta-voz para o grupo de semicondutores não respondeu imediatamente ao pedido por comentário.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.