TelexFREE suspende as suas operações

Acusada de promover esquema de pirâmide, companhia tenta encerrar as suas pendências com a Corte de Falências dos Estados Unidos

São Paulo – A TelexFREE, acusada de promover um esquema de pirâmide financeira, anunciou nesta sexta-feira que suspendeu as suas atividades.

O fim das atividades, anunciado no site oficial da companhia, ocorre em um momento em que tenta encerrar as suas pendências na Corte de Falências dos Estados Unidos, e enfrenta processos da Securities and Exchange Commission (SEC) e outras agências governamentais.

Ainda segundo o comunicado, a TelexFREE disse ainda acreditar fortemente em seu produto de VoIP e no modelo de vendas diretas.

Prisão

Na sexta-feira da semana passada, o Departamento de Justiça dos EUA emitiu um mandado de prisão contra os fundadores da TelexFREE. O americano James Merrill foi preso no mesmo dia.

Já o brasileiro Carlos Wanzeler está foragido da justiça. Segundo o jornal The Boston Globe, Wanzeler teria fugido dos Estados Unidos em abril, através do Canadá, e de lá teria embarcado em um avião para o Brasil.

Os dois foram acusados de montar um esquema de fraude financeira, que atraiu mais de um milhão de pessoas só no Brasil. Se condenados, eles podem pegar mais de 20 anos de prisão.

Segundo os órgãos reguladores americanos, a empresa já teria arrecadado mais de um US$ 1 bilhão nos EUA, com o suposto "esquema ilegal de pirâmide" financeira.

No mês passado, a companhia já tinha sido multada em R$ 5,590 milhões pelo Ministério da Justiça do Brasil.

A punição foi aplicada pelo Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC), órgão da Secretaria Nacional do Consumidor. O valor da multa deve ser depositado em favor do Fundo de Defesa de Direitos Difusos.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.