Telefónica: 'é hora da América Latina' nas telecomunicações

Empresa destacou o crescimento da classe média na região e anunciou planos de investir R$ 24,3 bilhões no Brasil até 2014

Londres e Madri - A Telefónica avalia que, devido ao seu forte crescimento econômico, esta "é a hora da América Latina" nas telecomunicações, afirmou nesta quinta-feira o presidente da companhia para a região, José María Álvarez-Pallete, na 8ª Conferência de Investidores promovida pela empresa em Londres.

Álvarez-Pallete afirmou que os investidores olham para a América Latina de maneira diferente de como faziam há dez anos e que os mercados de capital estão "premiando" o desenvolvimento econômico da região, algo que a Telefónica está aproveitando com um crescimento "saudável e rentável".

Além disso, afirmou que a classe média latino-americana, que já se situa em 200 milhões de pessoas, está experimentando um grande crescimento e que, como consequência, vão ocorrer mudanças no mercado, já que os usuários modificarão seus hábitos de consumo de produtos básicos para sofisticados.

Álvarez-Pallete destacou ainda que o objetivo da Telefónica é investir no Brasil R$ 24,3 bilhões até 2014.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.