Siemens cancela venda de unidade de manuseio de bagagem

Companhia irá manter o negócio como uma unidade independente dentro da empresa, e proporcionará sólido financiamento

Frankfurt - A alemã Siemens disse nesta terça-feira que cancelou a venda do seu negócio de manuseio de bagagem e automação postal.

A companhia acrescentou que irá manter o negócio como uma unidade independente dentro da empresa, e proporcionará sólido financiamento.

O atual chefe da divisão locomotiva, Michael Reichle, irá comandar a unidade.

O presidente-executivo Joe Kaeser disse em novembro que negociações para vender o negócio estavam "numa fase significativa", mas que estavam avançando lentamente por causa da complexidade.

A Siemens estava em negociações avançadas com o grupo Triton, mas não conseguiu chegar a um acordo. Negociações posteriores com o investidor norte-americano Wilbur Ross também terminaram sem sucesso.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.