Ronaldo oficializa compra de 90 % da SAF do Cruzeiro

Em nota, clube afirmou que assinatura foi feita no dia 8 de abril, 10 dias antes do limite estabelecido na intenção de compra
 (Denis Doyle - UEFA/UEFA/Getty Images)
(Denis Doyle - UEFA/UEFA/Getty Images)
André Martins
André Martins

Publicado em 14/04/2022 às 17:02.

Última atualização em 14/04/2022 às 17:17.

O ex-jogador Ronaldo assinou nesta quinta-feira, 14, a compra de 90% da SAF do Cruzeiro. A confirmação ocorre após a aprovação de ajustes no modelo de contrato por parte do Conselho Deliberativo do clube. 

Em nota divulgada pelo clube, o Fenômeno afirmou que o acordo foi firmado graças a uma "segurança contratual" e destacou que há diversos desafios para o clube . "Seguimos mirando curto, médio e longo prazo. Temos diversas frentes com forte atuação e vejo perspectiva de um trabalho bastante difícil, mas que agora tem segurança contratual para funcionar e trazer resultados ao Cruzeiro. Me sinto honrado por poder liderar o processo de reconstrução do clube”, disse. 

O contrato foi assinado no dia 8 de abril, 10 dias antes do limite estabelecido na intenção de compra. Na nota, o Cruzeiro afirmou que o novo contrato foi apresentado a representantes do Conselho para que não fosse necessário uma nova reunião para análise e aprovação.

Com o acordo firmado, a equipe de Ronaldo irá implementar uma nova gestão no clube. Uma plano de restruturação foi prometido pela nova administração. "Com a assinatura do contrato finalizada, o Cruzeiro agora volta suas atenções integralmente à aspectos de gestão e qualificação organizacional do Futebol. Já nas próximas semanas será apresentada a reestruturação completa com o novo organograma do clube".

Ronaldo tinha até o dia 18 de abril para definir os moldes e assinar o contrato de aquisição da SAF. Durante os últimos quatro meses, diligências internas e polêmicas marcaram o início dos trabalhos da equipe do ex-atacante em Belo Horizonte.

Em março, o Fenômeno esclareceu que as condições para que o negócio fosse efetivado passavam pela possibilidade de Recuperação Judicial ou Extrajudicial e passagem de propriedade das Tocas I e II para a SAF. As mudanças no contrato foram aprovadas, por aclamação, pelos conselheiros do clube. 

Desde que a equipe do Ronaldo assumiu a gestão do futebol, o Cruzeiro já trocou de treinador, pagou dívidas que impediam o registro de novos atletas, contratou jogadores e mandou outros embora por falta de acordo para redução salarial e tempo de contrato, entre eles, um dos ídolos recentes do clube, o goleiro Fabio.

A negociação acontece por meio da Tara Sports, empresa da qual Ronaldo é dono, e que investirá 400 milhões de reais no clube nos próximos anos. O interesse do ex-atacante pelo Cruzeiro tem parte pessoal e parte de negócios. Foi no clube de Belo Horizonte que Ronaldo se projetou para o futebol brasileiro e, depois, internacional, nos anos 1990.

Ronaldo já tem outra experiência na aquisição de clubes de futebol, quando se tornou sócio majoritário e dirigente do Real Valladolid, na Espanha, em 2018. De acordo com a mídia espanhola na ocasião, o ex-jogador comprou 51% das ações do clube por 30 milhões de euros.