Rolls Royce pagará US$ 25,6 milhões em acordo com MPF

Fabricante concordou em pagar mais de US$ 800 mi para encerrar investigações de corrupção no Reino Unido, EUA e outros países, incluindo o Brasil.
Rolls Royce: a empresa pagará mais de US$ 800 milhões (Rolls Royce/Divulgação)
Rolls Royce: a empresa pagará mais de US$ 800 milhões (Rolls Royce/Divulgação)
E
Estadão Conteúdo

Publicado em 17/01/2017 às 15:53.

Última atualização em 17/01/2017 às 17:25.

Londres - A Rolls-Royce anunciou hoje que concordou em pagar mais de US$ 800 milhões para encerrar investigações de corrupção junto a autoridades do Reino Unido, Estados Unidos e outros países, incluindo o Brasil.

Dentro do acordo, a fabricante de motores para aviões e navios admite a culpa em alguns negócios internacionais, inclusive no Brasil, onde ela deve pagar cerca de US$ 25,6 milhões para o Ministério Público Federal.

As investigações foram abertas em 2012 para tratar de negócios da companhia na China e na Indonésia. Elas rapidamente se espalharam para outros países.

A maior fatia do acordo ficará com o Reino Unido, que receberá 497 milhões de libras, mais juros, além de outros pagamentos. O Departamento de Justiça dos EUA receberá US$ 170 milhões.

Separadamente, o escritório britânico contra fraudes também examina a possibilidade de a companhia ter agido de má fé em uma venda de satélites e aeronaves da Airbus no exterior. Fonte: Dow Jones Newswires.