Procon notifica Amil sobre transferência de clientes com plano individual

Órgão questionou as empresas sobre as medidas adotadas para a manutenção do atendimento e dos valores dos planos
Plano de saúde: Procon-SP notifica Amil por transferência de carteira (Erdikocak/Getty Images)
Plano de saúde: Procon-SP notifica Amil por transferência de carteira (Erdikocak/Getty Images)
M
Mariana Desidério

Publicado em 11/01/2022 às 16:06.

Última atualização em 11/01/2022 às 16:18.

O Procon-SP notificou as operadoras de planos de saúde Amil e APS Assistência Personalizada à Saúde por conta da transferência de beneficiários entre as empresas. No final de dezembro, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) aprovou a transferência de parte da carteira de beneficiários de planos individuais da Amil para a APS, ambas do UnitedHealth Group Brasil.

A pandemia mexeu com a saúde mental dos brasileiros, mas é possível dar a volta por cima. Descubra como.

O órgão de defesa do consumidor questionou Amil e APS sobre quais as medidas adotadas para a manutenção integral do atendimento e dos valores dos planos. De acordo com o Procon, a notificação leva em conta “o histórico das transferências de carteira ocorridas no mercado de saúde suplementar que geraram reclamações relativas a reduções de redes credenciadas e reajustes diversos dos estabelecidos”.

Segundo o órgão, as empresas “deveriam explicar quais as garantias de que a empresa conseguirá manter a qualidade dos atendimentos e de que os consumidores não terão seus acessos dificultados ou mais burocratizados”.

 

 

O Procon-SP também pediu explicações sobre como — e com qual antecedência — consumidores e prestadores de serviço foram comunicados a respeito da transferência; se foram criados canais específicos de atendimento para os consumidores afetados pela mudança; se já existem registros de queixas e, em caso positivo, quais medidas foram tomadas para resolver os problemas.

Segundo o órgão, as operadoras não apresentaram os esclarecimentos de forma direta e apenas informaram que não haverá prejuízo.

A transferência da carteira ocorreu depois que a Amil fechou acordo com a empresa de reestruturação financeira Fiord Capital, para se desfazer de sua carteira de clientes com contratos individuais. Estima-se que a carteira tenha cerca de 370 mil beneficiários, em sua grande maioria idosos. O negócio ainda não foi concluído.

A EXAME entrou em contato com a UnitedHealth Brasil, dona da Amil e da APS, para falar a respeito da notificação do Procon. Assim que houver um posicionamento, ele será incluído nesta reportagem. A Fiord Capital não comenta.