Parmalat reduz previsão anual de crescimento do Ebitda

A empresa citou o enfraquecimento repentino na demanda em muitos dos seus mercados e o aumento dos custos das matérias-primas

Milão - A empresa italiana de laticínios italiana Parmalat disse nesta sexta-feira que reduziu sua principal previsão de lucros para o ano, citando enfraquecimento repentino na demanda em muitos dos seus mercados e o aumento dos custos das matérias-primas.

A Parmalat, que tem como acionista majoritária a fabricante francesa de queijos Lactalis, disse que o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) deverá crescer em torno de 2 por cento neste ano. A previsão anterior era de crescimento de 5 por cento.

A empresa confirmou que espera que a receita líquida para o ano cresça cerca de 3 por cento.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.