Os números surreais da Ant Financial, candidata ao maior IPO da história

A divisão financeira do gigante Alibaba, a Ant Financial, acaba de entrar com os papéis para fazer uma abertura de capital e tem 1,3 bilhão de consumidores

Mais de um bilhão de usuários e mais de metade do mercado chinês de pagamentos móveis: os números da divisão financeira do gigante chinês Alibaba, a Ant Financial, são astronômicos. A gigante de meios de pagamento acaba de entrar com os papéis para fazer uma abertura de capital dupla, em Hong Kong e em Xangai. O Alibaba tem uma participação de 33% no grupo. 

A expectativa é levantar 30 bilhões de dólares, o que pode tornar a operação o maior IPO do mundo na história. O recorde atualmente é da Saudi Aramco, estatal saudita de exploração de petróleo que levantou 29 bilhões de dólares em dezembro passado. Antes disso, o recorde era do próprio Alibaba, empresa mãe da Ant Financial, que em 2014 fez o maior IPO da história na Bolsa de Nova York, levantando 25 bilhões de dólares. 

Serão emitidas ações equivalentes a mais de 10% do capital, o que deve levar a Ant Financial a um valor de mercado aproximado de US$ 225 bilhões. Para efeito de comparação, o maior banco americano, o JPMorgan, tem valor de mercado de US$ 306 bilhões.

Os recursos levantados no IPO serão utilizados em parte para reforçar a capacidade de desenvolvimento de novas soluções financeiras, incluindo pagamentos internacionais.

Recordes e números surreais são marcas do grupo chinês. O Alipay tem 1,3 bilhão de usuários globais, de acordo com o documento de abertura de capital, e 54,5% do mercado de pagamento chinês, avaliado em 6,8 trilhões de dólares. O WeChat, da Tencent, aplicativo mais popular da China, tem 1,17 bilhão de usuários - 800 milhões utilizam a solução de pagamento WeChat Pay, que domina 38,9% do mercado chinês. 

O gigante financeiro reportou lucro de 21,9 bilhões de yuans, ou 3,2 bilhões de dólares, no primeiro semestre do ano, e receitas de 72,5 bilhões de yuans, ou 10,5 bilhões de dólares. O lucro cresceu mais de 1.000% em relação ao primeiro semestre do ano anterior e as receitas avançaram 38%. 

Nos doze meses até junho, a gigante financeira transacionou mais de 118 trilhões de yuans na China. Fora do seu país natal, foram 622 bilhões de transações realizadas no período. Mais de 80 milhões de empresas usam o Alipay, meio de pagamento da companhia. 

Até 2036, o grupo Alibaba quer alcançar 2 bilhões de consumidores em todo o mundo, envolver e tornar lucrativos 100 milhões de negócios em todo o mundo e criar 100 milhões de empregos - não apenas com seus negócios de comércio eletrônico mas também com meios de pagamento e outras divisões. 

A visão do grupo é no mínimo curiosa: se manter por 102 anos. "Para uma companhia criada em 1999, durar 102 anos significaria que teríamos passado por três séculos, uma conquista que poucas companhias podem reivindicar", escreve o grupo em seu site. Com dois dos maiores IPOs do mundo, a empresa se fortalece para o seu sonho centenário.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.